saudade

Eliana diz que mantém o contato de Hebe salvo em seu celular: “Sempre vai estar viva”

Apresentadora nos deixou em 2012

Publicado em 21/10/2023

Considerada a rainha da televisão brasileira, Hebe segue viva nos corações dos familiares, amigos e fãs. A apresentadora nos deixou em 29 de setembro de 2012, aos 83 anos. Em entrevista ao portal Quem, Eliana contou que mantém o contato da veterana em seu celular até hoje.

A Hebe é muito viva, pessoas como ela não morrem nunca. A alma, a história e o legado ficam para sempre. Um detalhe particular: na agenda do meu celular, o número da Hebe ainda está lá. Ela sempre vai estar viva”, contou a apresentadora.

Eliana disse ainda que Hebe é bastante presente entre os colegas de profissão. “Entre nós, artistas, comentamos que ninguém é como ela. A maioria das pessoas conheceu a Hebe dos palcos. Nós, que tivemos a oportunidade de tê-la por perto, sabemos que ficou uma lacuna”, expressou.

Hebe Camargo (Divulgação)
Hebe Camargo (Divulgação)

No posto de madrinha do Teleton, que outrora era ocupado pela veterana, Eliana destaca a profunda gratidão da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) a Hebe. Foi a apresentadora quem sugeriu a Silvio Santos que a instituição recebesse apoio de um programa de televisão, e o apresentador abraçou a ideia, dando origem à versão brasileira do Teleton, que é transmitida anualmente desde 1998.

Originalmente, o primeiro “Telethon” (junção de “television” e “marathon”) ocorreu nos Estados Unidos em 1949, e a concepção se espalhou para países na Europa, Ásia, Oceania e América Latina. “Não consigo falar de Teleton sem citá-la. Ela era pessoa que trazia todos para perto, gostava de agregar, de receber”, relembrou.

E completou: “Ela tinha um estilo e uma energia que transcendem o lado profissional. Ela é um ser de luz e estará sempre aqui”, afirma Eliana. “Não teríamos o Teleton sem a liderança da Hebe e do Silvio. Temos muito a agradecer a ele e, claro, a toda família Abravanel por ceder um dia da programação para a AACD.”

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade