Elenco e autor falam sobre As Five, série sobre as protagonistas de Malhação – Viva a Diferença

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As Five, série original Globoplay desenvolvida pelos Estúdios Globo, mostra as protagonistas de Malhação – Viva a Diferença, Keyla (Gabriela Medvedovski), Ellen (Heslaine Vieira), Lica (Manoela Aliperti), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski) na vida adulta e se reencontrando após seis anos sem se verem.

Enquanto suas vidas
voltam a se embaralhar na Grande São Paulo, elas percebem aos poucos que a
afeição, o companheirismo e a afinidade permanecem tão intensos quanto antes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, no entanto, os desafios são mais complicados. Na faixa dos 25 anos, todas estão às voltas com conflitos pessoais, amorosos e profissionais de naturezas bem distintas, embora comuns a uma geração descrente com a economia, a política e a vida afetiva. A transição para a vida adulta acontece em meio a muitas incertezas, e o reencontro faz com que elas se sintam mais fortes para enfrentar o que vem pela frente.

O autor Cao Hamburger,
que assinou a temporada de Malhação vencedora do Emmy Kids Internacional 2019,
conta que As Five retrata a chamada Geração Z no universo do Brasil atual, com
todas as suas dificuldades e características.

“É uma fase da vida interessante, quando o jovem vira adulto e precisa lidar com outras questões. São as mesmas personagens de Viva a Diferença, mas em outro registro. O estilo de filmagem, a interpretação, a abordagem dos temas, tudo agora é diferente, de acordo com a linguagem de série e o momento em que elas estão”, explica.

Keyla passou todo
esse tempo dedicada a Tonico (Matheus Dias), uma criança do tipo que dá
trabalho no colégio e em casa. A partir do reencontro com as amigas, ela tenta
satisfazer seus desejos e investir na carreira de atriz de musicais.

“A série traz uma abordagem profunda dos conflitos de cada uma. A Keyla abriu mão dela mesma em função do fiho e começa a questionar a forma como lidou com a própria vida durante esses seis anos”, analisa Gabriela Medvedoviski.

Muito focada na
carreira acadêmica que construiu nos Estados Unidos, Ellen (Heslaine Vieira)
volta ao Brasil para o reencontro com as amigas e o período longe do namorado
americano a deixará incerta sobre os rumos que havia planejado para sua vida.

“É muito interessante ver a Ellen no início da fase adulta, se descobrindo e trilhando o caminho que sempre lutou para ter. Ela amadurece tanto que as questões vêm mais à tona justamente nesse período da vida dela”, acredita Heslaine Vieira.        

Já Lica continua a mesma “adolescente à flor da pele” de antes, segundo sua intérprete, Manoela Aliperti. Ela abandonou três faculdades e vários projetos pessoais. Também está perdida na vida amorosa desde que terminou o relacionamento com Samantha (Giovanna Grigio).

“A Lica vive em uma bolha social, econômica e cultural, desfrutando de seus privilégios sem se questionar muito. Até que a realidade bate na porta e ela começa um movimento de mudanças. O maior desafio para mim neste trabalho está em buscar novos apoios e respiros para a personagem dentro do estilo de interpretação para série”, explica a atriz.

Das cinco amigas,
Tina é a que vive o momento mais delicado. Ela acaba de perder a mãe e seu
relacionamento com Anderson (Juan Paiva) – parceiro de vida e no trabalho como
DJ – está bastante desgastado.

“A Tina não quer aceitar a dor da morte da mãe, provavelmente por causa das pendências mal resolvidas com ela, e tenta fugir de todas as maneiras desse sentimento, se jogando na noite. Essa fuga só vai fazê-la sofrer ainda mais”, conta Ana Hikari.

Benê começa a série
casada com Guto (Bruno Gadiol), seu namorado da época de escola, mas uma
reviravolta na história dos dois vai fazer com que eles se separem. Ela passa a
morar com Lica, onde conhece o vizinho Nem (Thalles Cabral). Com ele, irá
redescobrir sua sexualidade.

“A Benê passou por muitas coisas que não vivi com ela e por isso é muito interessante experimentar as inquietações que a personagem sente nessa fase da vida. Após o reencontro com as meninas ela quer buscar sua independência e as sensações que deseja experimentar. A amizade delas está em um novo lugar agora e isso é muito desafiante para todas nós”, analisa Daphne Bozaski.      

As gravações de As Five começaram há dois meses e se dividem entre o Rio de Janeiro e São Paulo. Durante cerca de 40 dias a equipe gravou cenas na capital paulistana, onde a história se passa.

Para trazer uma
estética antenada com o universo digital, tão familiar à geração que já nasceu
conectada, o diretor artístico José Eduardo Belmonte empresta sua experiência
no cinema.

“Temos uma atuação mais objetiva e dinâmica, sublinhando menos as intenções. Trabalhamos planos mais abertos, mostramos o corpo se movendo pela cidade, pelas casas, pelas festas. É uma narrativa mais física, menos emocional. Temos um outro tempo, uma luz mais próxima do cinema. É uma história vibrante, narrada com espontaneidade, realismo e humor”, conclui o diretor.   

 As Five é uma série original Globoplay, desenvolvida pelos Estúdios Globo, criada e escrita por Cao Hamburger com direção artística de José Eduardo Belmonte. O elenco da série conta também com Matheus Campos, Tati Ang, Vinicius Wester, Jessé Scarpellini, Marcos Oli, Roberta Santiago e Ju Colombo, entre outros.      

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio