Diego Montez comenta a repercussão de William e o romance com Pablo em Bom Sucesso

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Responsável por viver o William, funcionário da editora Prado Monteiro de Bom Sucesso, trama das 19h de Rosane Svartman e Paulo Halm, Diego Montez disse estar sentindo a repercussão do personagem que interpreta no folhetim

“Outro dia eu fui ao mercado e, quando cheguei ao caixa, a atendente ficou em êxtase e pediu que eu imitasse o William. Ela repetia as frases dele. Eu nem sabia que essas reações do público ainda existiam. Achava que era algo dos anos 1990”, contou o astro à Patrícia Kogut.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O famoso declarou ser um pouco acanhado com o assédio. “Pareço ser superextrovertido, mas, na verdade, sou um caipira. Cresci em Cotia (SP) e não estou acostumado a lidar com tanta gente assim. Ainda fico tímido”, afirmou.

“Os meus outros trabalhos foram basicamente voltados para o público infantil e pré-adolescente, um nicho bem específico. Agora, quando vem um adulto falar todo animado, ainda não sei bem como reagir”, explicou.

Com relação ao envolvimento de William com Pablo (Rafael Infante), o artista avaliou ser uma história de amor contada de uma maneira inédita na TV. “O Pablo ainda não é assumido, por medo de prejudicar a sua carreira de ator”, apontou.

“Já o William é o completo oposto. Ele é totalmente resolvido e está inserido num meio em que as pessoas ao redor nem comentam o fato de ele ser gay. Ele é apenas um cara e ponto final”, concluiu Montez.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais