Datena passa mal, ao vivo, durante o Brasil Urgente: “Quase desmaiei”

Relatos estarrecedores de um crime bárbaro abalou o apresentador

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a apresentação do Brasil Urgente levado ao ar nesta terça-feira (4), José Luiz Datena se sentiu mal enquanto entrevistava Aline Biazebetti, uma professora que resgatou crianças durante um crime bárbaro ocorrido em uma creche na cidade de Saudades, a 70 quilômetros de Chapecó, em que um jovem de 18 anos matou três crianças e uma professora, armado de um facão.

Os relatos do momento do crime abalou Datena, que precisou se curvar até o chão. Agachado, ele respirou fundo e, em dado momento pediu uma cadeira à produção do programa. “Eu, poucas vezes na minha vida eu me senti tão…pega a cadeira pra mim, por favor. Eu me senti tão mal durante uma entrevista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Poucas vezes na minha vida eu….eu sou um jornalista experiente. Tenho muito tempo de televisão, mas eu quase que eu desmaio aqui…“, expressou ele, impactado. Em contato, a Band informou o Observatório da TV que José Luiz Datena passa bem.

Assista o momento a partir de 6:30 min

O crime

Um jovem armado com um facão invadiu a escola infantil Pró-Infância Aquarela, localizada na rua Quintino Bocaiúva, no bairro Industrial, em Saudades, no Oeste catarinense, na manhã desta terça-feira (4), e matou várias pessoas. Duas crianças e uma professora morreram na hora. Uma terceira criança foi levada ao hospital, porém também não resistiu. As vítimas são bebês, todos menores de dois anos.

Ainda segundo os socorristas, uma mulher foi levada ao HRO (Hospital Regional do Oeste), de Chapecó, em estado grave, porém também morreu em decorrência dos ferimentos. Ela seria uma funcionária terceirizada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio