Conheça os candidatos que completaram os times dos técnicos do The Voice Kids

Michel Teló, Gaby Amarantos e Carlinhos Brown estão com as equipes fechadas

Publicado em 26/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste domingo (25), a TV Globo levou ao ar o último dia das audições às cegas do The Voice Kids. A interpretação de João Arthur Brum para Cores do Vento, da trilha sonora do filme Pocahontas fez o menino carimbar seu passaporte para o time de Michel Teló.

Natural de Três Rios (RJ), o garoto, de 11 anos, atualmente morador de Eunápolis (BA), passou a pandemia fazendo lives. Ele começou a cantar aos quatro anos e, hoje, já se apresenta em casamentos. Em casa, costuma brincar do reality com a mãe e as irmãs, que fazem as vezes de técnicas e viram a cadeira para ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De São Sebastião de Lagoa de Roça (PB), Camilla Souto, de 14 anos, veio para encantar o público com sua versão para Dois Corações, da banda Melim. A menina, que atualmente canta na igreja de sua cidade, toca violão e teclado, e tem como bichos de estimação cachorro, gato, galinha e vaca. E, além do talento para a música, também capricha em desenhos de croquis de moda. Ela agora é do time de Carlinhos Brown.

Foi cantando Morena, sucesso de Vitor Kley e Bruno Martini que Brenda Tesseroli, de 14 anos, garantiu sua entrada no time Teló. A jovem, nascida em Palmas (PR), participa de um grupo de jovens cantoras da igreja e possui um canal na internet no qual posta seus vídeos cantando com o irmão. Ela também toca violão, ukelelê e teclado. 

O talento de Izabelle Ribeiro gritou na sua interpretação de A Bela e Fera, canção-tema do filme homônimo, que a fez integrar o time de Gaby Amarantos. Moradora de Manaus (AM), a jovem, de 14 anos, começou a cantar aos nove anos e tem o pai como sua maior inspiração. Ele toca violão, piano e canta na igreja e agora também canta com a filha e o irmão de Izabelle.

Babi Mello, de 12 anos, apostou em Céu Azul, sucesso de Chorão e Thiago Castanho, para garantir sua passagem para a fase das batalhas. A jovem, nascida em Franca (SP), já se apresenta com os pais durante cerimônias de casamentos em igrejas. Enquanto o pai toca viola, ela e a mãe cantam. Esse DNA musical também reforça o time Gaby.

O suingue de Heryene ao interpretar o hit Havana, da cubana Camilla Cabelo, não passou desapercebido no programa e agora será potencializado por seu técnico Brown. A menina, de 10 anos, nascida em Perdões (MG), já se apresenta em aniversários, na igreja e em eventos da sua cidade, chegando a cantar para mais de três mil pessoas na Marcha para Jesus. Em casa, gosta de imitar Marília Mendonça e tocar o violão elétrico rosa que ganhou de presente de seu padrinho no Natal.

Natural de Araxá (MG), Maria Alice Martins, de 11 anos, se classificou ao interpretar This is Me. Prodígio, aos cinco anos, ela cantou numa cerimônia de formatura de sua escola, e, atualmente, participa de vários festivais de música em sua cidade, em um deles, com público superior a mil pessoas. Na sexta edição do reality, caberá a Teló orientar a menina que, segundo seus pais, acorda e vai dormir cantando.

Nicoly Lima deve ter deixando Caetano Veloso orgulhoso de sua versão para Força Estranha. A jovem, de 14 anos, nascida em Jaú (SP), saiu do palco do reality show direto para o time Gaby. Com a garra de quem começou sua carreira profissional aos 11 cantando em bares, ela já saboreou um momento de fama instantânea quando a própria Marília Mendonça respostou um vídeo em que Nicoly interpreta uma música dela. Hoje, se prepara fazendo aulas de canto e de violão.

Na tarde desde domingo, os times já estavam completos para a fase de batalhas, mas ainda faltava uma criança a se apresentar. Então, decidiu-se que Júlia Antonini, de 13 anos, nascida em Palmeira das Missões (RS), teria a chance de se apresentar e realizar seu sonho de cantar no palco do Kids.

E, se alguma cadeira virasse para ela, esse técnico poderia ter mais uma voz em seu time. Diante do talento da jovem, os três técnicos viraram com sua mágica interpretação de Love of My Life, sucesso do Queen. Com as bênçãos de Freddie Mercury, ela escolheu seguir sob a batuta de Michel Teló.

A partir do próximo domingo (1), o The Voice Kids entra na fase das batalhas, em que os técnicos escalam três vozes para se apresentar juntas e só podem escolher uma para seguir na competição. As outras duas saem do programa. Cada time tem 24 candidatos. Por conta desse presente repentino, Teló conta com 25, mas em uma das seletivas, terá que escolher uma voz no meio de quatro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio