Autor de Laços de Família chegou a ser abordado por fãs que reprovaram o final: “Imoralidade”

Alguns telespectadores queriam que Helena terminasse com Edu

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entre 2000 e 2001, Laços de Família, trama das 21h de Manoel Carlos, foi ao ar pela primeira vez na TV Globo. No fim da produção, Camila (Carolina Dieckmann) fica com Edu (Reynaldo Gianecchini) e Helena (Vera Fischer) com Miguel (Tony Ramos).

Alguns telespectadores não gostaram do desfecho do enredo e chegaram a torcer para que o casal inicial da produção fosse refeito. Em entrevista ao livro Autores – Histórias da Teledramaturgia (2008), da Editora Globo, o novelista falou da situação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ainda hoje, encontro gente que diz que o Edu deveria ter ficado com a Helena. Uma vez, andando na rua, uma velhinha me pegou e só faltou me dar com o guarda-chuva, dizendo: ‘A menina não pode tirar o namorado da mãe! Isso é um mau exemplo! Que imoralidade! A mãe era apaixonada pelo rapaz! Como uma filha destrói a vida da mãe?!”, recordou Maneco.

Vale lembrar que o escritor também utilizou uma tática para o público não achar que Edu ficou com Camila por pena. A mocinha só descobriu a leucemia após o casamento, chegando inclusive a engravidar antes, o que tirariam suspeitas de que ela teria algo tão grave.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio