Bola diz que não pensa em voltar para o Pânico e recorda começo: “Parecia que a gente era uma turma do colégio que se zoava”

Bola falou sobre o Pânico no The Noite
Publicidade

A saber, na madrugada desta quinta-feira (2), o SBT exibiu a edição do The Noite que teve a presença do humorista Marcos Chiesa, conhecido como Bola. Durante a conversa, o famoso falou sobre a saída do Pânico, onde ficou durante 25 anos.

“Cansei da mesma coisa. Eu pedi [demissão]. Queria fazer outras coisas, estou fazendo. Foi decisão minha mesmo. Nem penso em voltar. Fiquei com ‘Síndrome do Pânico’”, brincou o comediante. Ademais, ele ainda relembrou o começo do grupo.

“No início tinham temas, pena de morte, aborto, ia para a [Avenida] Paulista e conversava com as pessoas ao vivo. Passou a ir para o humor porque estávamos discutindo aborto e as pessoas ligavam pedindo ingresso pro show da Madonna. Comecei a xingar”, contou Bola.

Surpreendentemente, o comediante disse que achava que o Pânico na TV não duraria muito tempo. “O Emílio [Zurita] era câmera. Não tínhamos dinheiro e ele comprou com o dinheiro dele para a gente gravar. Era muito mambembe. Parecia que a gente era uma turma do colégio que se zoava”, concluiu, enfim, o famoso.

Publicidade