CNN Brasil contrata jornalistas da Record para cargos de vice-presidentes de Jornalismo e Programação

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A CNN Brasil acaba de anunciar a contratação dos jornalistas Leandro Cipoloni, e Virgilio Abranches. Os profissionais assumirão os cargos de Vice-presidente de Jornalismo e Vice-presidente de Programação e Multiplataforma – respectivamente.

Veja também: Tati Minerato mostra pé machucado após ensaio técnico na Marquês de Sapucaí

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em nota enviada ao Observatório da Televisão nesta segunda-feira (11), a CNN Brasil informa que os novos contratados serão “responsáveis pela gestão editorial e operacional da emissora em todas as plataformas”.

Os novos contratados atuarão em conjunto com a Vice-presidência de Conteúdo, sob responsabilidade de Américo Martins. A contratação do jornalista foi anunciada na última quarta-feira (06).

Trajetória de Virgilio Abranches

Abranches era diretor de programas na RecordTV, função que exerceu de 2014 até hoje. Nos 15 anos de empresa, atuou como produtor, editor, editor-executivo, editor-chefe, chefe de produção.

O jornalista também foi chefe de redação de produtos como Jornal da Record, Fala Brasil e Domingo Espetacular. Foi diretor de jornalismo nos Estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Nos últimos anos, Virgilio Abranches especializou-se em estratégia de programação e audiência para a Vice-presidência de Jornalismo da Record.

Era ele também que comandava o braço do departamento de Jornalismo na faixa de linha de shows da emissora. Com 20 anos de carreira, Abranches também passou pela EPTV Campinas, afiliada da Rede Globo, e pelo jornal Folha de S. Paulo.

Trajetória de Leandro Cipoloni

Também com 15 anos de RecordTV, Cipoloni deixa hoje o cargo de diretor de Jornalismo do grupo; além da TV, respondia pelo portal R7. Antes, foi repórter e editor de política no Grupo Estado, no Jornal da Tarde e O Estado de São Paulo, quando se especializou em jornalismo investigativo.

Na RecordTV, esteve à frente da estrutura técnica e operacional da produção diária de 11 horas de telejornalismo, ao vivo, no Brasil e no exterior. À frente do núcleo investigativo, foi responsável pelas reportagens que culminaram com a renúncia da antiga presidência da CBF.

A produção deu origem ao livro O Lado Sujo do Futebol, finalista do prêmio literário Jabuti. Leandro Cipoloni também esteve à frente da série de matérias sobre o esquema de corrupção no governo estadual do Rio de Janeiro. Entre os prêmios conquistados, está o primeiro Esso da história da RecordTV, em 2005.

Fabiano Falsi na CNN Brasil

Além de Abranches e Cipoloni, a CNN Brasil anuncia a contratação de Fabiano Falsi para a chefia de Redação. Ele esteve à frente do jornalismo da Record na Bahia nos últimos três anos.

Foi sob o comando de Falsi que a emissora alcançou resultados expressivos de audiência. Os números foram os maiores da Rede Record em todo Brasil e provocaram mudanças drásticas na concorrente Rede Bahia – afiliada à Rede Globo.

Começou no rádio, com passagens pelo Sistema Globo e Eldorado. Depois, atuou na revista Época Online, Agora SP (Grupo Folha), Portal Terra, SBT e Rede Globo de São Paulo. Na Record, foi vencedor do prêmio Tim Lopes de jornalismo investigativo em 2014 e finalista dos prêmios Esso e Roche.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio