Publicidade

Televisa fecha 2018 com três grandes fracassos na teledramaturgia

Publicidade

A Televisa iniciou 2018 cheio de expectativas com seus projetos no setor de teledramaturgia. Apostando alto em retorno de atriz consagrada, novela teen e Copa do Mundo, tudo acabou indo para ralo em questão de pouco tempo.

Veja também: Galã das novelas mexicanas, Daniel Arenas é demitido da Televisa após deixar novela: “Fechei este ciclo”

Marcando retorno de Angelica Vale ao canal, 10 anos após o fim de A Feia Mais Bela, o folhetim Y Mañana Será Otro Dia Mejor foi um retumbante fracasso. A trama lenta ainda marcou o fim do horário vespertino de novelas inéditas do canal.

Continua depois da publicidade

La Jefa Del Campeón foi outra novela que decepcionou o canal. Em ano de Copa do Mundo, a produção de Roberto Gómez Fernández foi aprovada por executivos do canal que apostavam forte na história com apelo futebolístico. Mas o furo saiu pela culatra. O folhetim saiu do ar em baixa. A atriz África Zavala – por questões contratuais -, teve muitas cenas cortadas na novela, desconfigurando assim toda a história.

Tudo se deu após o canal Imagen Televísion resolver colocar no ar a novela inédita, Atrapada. Nela, África era a protagonista. A trama foi ao ar completamente gravada, mas, mesmo assim a Televisa não permite que seus contratados estejam em produções da concorrência. Consequentemente, La Jefa del Campeón acabou fracassando nos demais países onde foi exibida.

Por fim, Like, La Leyenda. A novela juvenil de Pedro Damián começou bem, porém, as críticas em cima do elenco inexperiente aumentaram com o tempo. Os temas abordados no folhetim vem sofrendo rejeição do público, e a audiência despencou drasticamente. Executivos do canal querem transferir a trama para o canal 5 do Grupo Televisa, algo que até o momento não aconteceu. A segunda temporada da novela ainda é dúvida na emissora mexicana.

 

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade