Publicidade

Sabrina Petraglia fala sobre reencontro com Marcos Pitombo em Salve-se Quem Puder: “Esperamos que dê certo”

Micaela já está sendo bastante comentada pelo público

Publicidade

De volta às novelas, Sabrina Petraglia está bastante empolgada em interpretar Micaela, personagem de Salve-se Quem Puder. Em conversa com o Observatório da Televisão, a atriz falou sobre como está sendo ver a novela no ar e a possível volta do par com Marcos Pitombo, que foi um sucesso em Haja Coração, onde eles viveram Shirley e Felipe.

A atriz ainda comentou detalhes importantes sobre o que deve acontecer no futuro da trama de Daniel Ortiz e muito mais. Confira:

O que você está achando da novela depois da estreia?

Continua depois da publicidade

“É de perder o fôlego. É uma aventura maravilhosa, romântica, a amizade das três para mim é um ponto alto da novela. As três são diferentes uma da outra. A Micaela está começando tímida aos poucos, ela é irmã do Téo (Felipe Simas) e está nesse momento em que ele sofreu um acidente no furacão. Ela está tentando entender esse perrengue que aconteceu com o irmão, de poupar a família de alguma forma, entender a situação para todo mundo não surtar.”

Existe essa questão para resolver da Micaela, uma vingança. Você já se perguntou o que pode ter rolado?

“Olha, está tudo tão novo e tão devagar ainda, que eu não tenho ideia do que ela possa ter feito para a Verônica. Ela trabalha com o Hugo, meu pai, elas são superamigas e ela é uma confidente da Micaela. Eu não sei de onde vem esse ódio, sei que pode ser uma coisa da infância, que eu ouvi por cima.”

Par romântico

Tem os dois primos que vão entrar na novela e um deles (Marcos Pitombo) a gente queria que repetisse o par. Como está sendo isso?

“Todo mundo. Está todo mundo na minha orelha perguntando sobre o par e eu não sei se ele vai ser bonzinho dessa vez, se ele vai me fazer chorar, eu sei que a Micaela é boa. Ela tem uma questão com o pai, porque ele é muito machista e ela é feminista, ela é mais forte que a Shirley e tem uma personalidade rica. Mas não sei se o Marcos vai ser bonzinho.

E tem o Cirilo, que é o personagem do Gael, ele é um ator maravilhoso e que gato também… Olha, eu estou bem, viu? A gente gravou uma cena que eu olhei para os dois e pensei: ‘Meu Deus! Socorro! Que benção…’. Eles são lindos e muito queridos e é uma delícia gravar com os dois.”

Mas o autor pode fazer ele fingir que é bonzinho para surpreender, né?

“Com certeza, acho que ele vai aproveitar esse bate-bola bom que a gente conquistou na outra novela, para voltar com uma história totalmente diferente. Mas tem alguma coisa que eu não sei ainda, ele começa a trabalhar no meu restaurante e dá errado. Eu estou desconfiada que ele vai ter alguma questão social como Shirley teve, por essa coisa do preconceito de alguma forma pela diferença física dela. Acho que o personagem do Pitombo tem alguma coisa errada.”

Reencontro

E como foi esse reencontro seu com o Pitombo?

“Uma delícia, a gente está feliz demais! A sensação é aquela de criança de colégio, quando os dois caem na mesma turma. Estamos com um pouco de receio, porque a Shirley e o Felipe deram muito certo, então é uma responsa, não sei se vai dar certo igual, mas espero que sim. A gente não sabe, porque é difícil repetir um sucesso assim, mas esperamos que dê certo.”

Como está sendo trabalhar e deixar o filhinho em casa?

“Muito difícil voltar a trabalhar, quem é mãe vai me entender. Parte o coração, eu no almoço fui ver ele nas câmeras e ele estava lá chorando a tarde, porque ele está mamando ainda e é difícil. Ele está acostumado grudado o tempo todo. Eu gosto muito do meu trabalho, tento explicar para ele de alguma forma que eu estou indo trabalhar mas eu volto, espero que um dia ele tenha orgulho de mim e não me culpe por isso.”

Você acha que a Micaela por ser mais forte, rica e aparentemente sem algum problema visível, vai ter uma dificuldade maior para se conectar com o público em relação a Shirley?

“Acho que é relativo esse negócio do problema, porque todo mundo tem problemas. A Micaela tem um problema na família dela porque ela é muito em paz, mas o pai tem uma questão muito forte com ela porque ele é muito machista. Tem coisa que ele fala e eu penso: ‘Meu Deus, como pode alguém em 2020 falar uma coisa dessas?’. Mas ela tem uma questão forte.

Agora inverteu, eu sou a rica e sinto que eu vou ajudar o personagem do Marcos, então não sei, espero que as pessoas mesmo ela sendo rica, com esse preconceito do pai, ela não tem prestigio dele e acho que esse é o ponto da Micaela.”

Luna

Como ela vai receber a chegada da Luna/Fiona?

“Eu acho que ela vai receber a Luna muito bem, diferente da Úrsula (Aline Dias) que é namorada e da mãe, que tem uma questão. Acho que ela apoia o irmão, porque eles são bem parceiros.”

Ela não desconfia de nada?

“Não, em relação a Helena (Flávia Alessandra) não. Ela tá desconfiada do Téo, porque ela viu o olhinho dele. Da Helena ela não tem ideia.”

Você acha que esse problema da mãe pode virar um problema da Micaela quando vier à tona?

“Eu não sei, estou chutando. Acho que a Helena fez alguma coisa grave, não sei se ela é boa, talvez tenha um caráter que começa muito bem, é uma boa pessoa e tudo, mas não sei do caráter dela. Talvez ela tenha um problema quando revelar o porque ela fez tudo isso. Talvez ela tenha um problema com a mãe, porque a Micaela é muito justa e correta, mas por enquanto ela admira muito a mãe.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade