José Condessa fala sobre elogios em Salve-se Quem Puder: “Eu estou muito feliz”

Publicado há 7 meses
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

José Condessa está fazendo sucesso ao interpretar Juan em Salve-se Quem Puder, sua primeira novela brasileira. O ator português está bastante empolgado com a trama de Daniel Ortiz e falou ao Observatório da TV sobre como está sendo tudo.

O Juan sabe que a Luna (Vitória Strada) está viva, mas a Gabi (Nina Frosi) vai dar um beijo nele e postar nas redes sociais. Como está sendo essa construção?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A construção do personagem tem sido bem bonita para mim, enquanto ator. É um cara romântico, solar, que tem uma energia sempre positiva, mas que começa a novela logo com uma tragédia. Ele sabe que ela não está morta, mas ter que se separar do amor da vida dele e não poder contar para o pai dela que ela está viva. É difícil para ele.

Mas acho que ao longo da novela com essas coisas todas, vai melhorando, o Mário vai ganhar o concurso… A ligação deles dois vai ficar quase de pai para filho. Como ator, eu posso dizer que amo o Murilo (Rosa), ele está me ajudando e tem sido maravilhoso. Essa ligação vai ser forte quando ele encontrar a Luna no futuro. Essa ligação tem sido muito forte”.

O pessoal está recebendo o personagem muito bem, mas não gostaram da Gabi (Nina Frosi) ter beijado ele, né?

“Ele é um eterno apaixonado pela Luna, mas vai ficar magoado quando souber que ela não fez o mesmo e seguiu a vida dela”.

Tem gente também já shipando ela com o Téo (Felipe Simas), não é?

“Eu acho isso maravilhoso, quando tem essa luta é sinal que a trama vai ser maravilhosa”.

O ator ainda comentou sobre suas inspirações na TV brasileira. “Um grande ator é um grande ator, acho que tem que ser por aí, a Glória (Pires) é um exemplo dos grandes”, disse ele sobre o fato de Glória Pires não ter feito teatro.

“Dona Fernanda (Montenegro) também é assim”, afirmou José. Logo depois, ele falou sobre a insegurança que estava quando foi aprovado.

“Eu confesso que estava com dúvidas sobre como poderia ser, um cara que é de Portugal, vem para cá e vai fazer um personagem que não é português. A galera tem comentado maravilhas, eu estou muito feliz”, finalizou ele.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais