Acumulando papéis bíblicos, Sidney Sampaio avalia: “É assustador compor um personagem tão grande”

Publicado há 3 anos
Por André Júnior
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sidney Sampaio, que já fez muito sucesso em grandes novelas da teledramaturgia brasileira na Rede Globo, hoje encanta os telespectadores da Rede Record, onde já acumula três produções dentro da casa: “Os Dez Mandamentos”, “A Terra Prometida” e atualmente “Apocalipse”, onde vive o personagem Andre Santero, vilão e rival de Benjamin (Igor Rickli) na trama. Frio e dissimulado, o personagem conviveu pouco com o pai, que entrou em um coma quando ele ainda era pequeno, e vai aos poucos se distanciando da família. André é o primeiro vilão da carreira de Sidney e o ator falou sobre isso e muito mais com o Observatório da Televisão:

Sidney Sampaio revela que emagreceu 11kg para viver personagem em Apocalipse

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1 – Sidney, para viver André Santero na novela “Apocalipse” logo de início você teve de emagrecer 11 quilos para poder dar vida ao personagem, certo ? Agora, já na reta final da novela, qual a sua análise do personagem ? Qual foi a parte mais difícil de interpretar este personagem ?

Tive que emagrecer muito, pois o personagem André de “Apocalipse” é mais jovial. E logo após o final de “A Terra Prometida” eu estava com um sobrepeso, pois para viver Josué esse sobrepeso me ajudava a dar vida à fase mais velha do personagem. A jornada de André foi ótima. Eu estou super feliz com o arco do meu personagem dentro da novela. Ele começa com muita ambição, um olhar aguçado para vencer na vida, para crescer rapidamente até chegar ao fato de se corromper de fato. Esse personagem me permitiu mostrar um novo lado, trabalhar com novas cores e uma atuação diferente das ultimas novelas.

Felipe Cunha defende seu personagem em Apocalipse: “Ele quer aproveitar a vida sem medir as consequências”

2 – “Apocalipse” é a terceira obra bíblica que você faz na Rede Record, desde a sua saída da Rede Globo, você atuou em “Os Dez Mandamentos”, “A Terra Prometida” e então faz parte do elenco de “Apocalipse”, seus primeiros papéis bíblicos na TV, certo ? Como foi para você essa mudança ? Existe alguma diferença entre viver um personagem comum e dar nome a um personagem religioso que tem um enredo segmentado na Bíblia Sagrada (conhecida por milhares de fiéis)? De inicio esse desfaio te assustou ?

Foram todos trabalhos bíblicos, até porque a Record lançou esse segmento de produções, e estou feliz por atuar em todos. E confesso que a principio é assustador de pensar como você irá compor um personagem tão grande, tão exposto historicamente falando, um nome já conhecido do mundo inteiro através da Bíblia (traduzida em diversos idiomas e distribuído para o mundo inteiro). Mas com o tempo a gente descobre que o trabalho se compara a qualquer outro papel para um ator, onde o desafio é transmitir a sua verdade, achar a sua essência e que de fato a dificuldade do dia a dia é passar as mensagens ocultas da novela, os trejeitos e transmitir o que a história não mostrou. No cinema é tudo mais sintetizado, já numa novela que se estende por meses, é através das pequenas ações, interpretações e cenas que a história não narrou que se faz a diferença.

3) – Você já viveu experiências dentro de uma cozinha dentro no reality show apresentado por Ana Maria Braga na Rede Globo, de onde você saiu campeão. Agora na Rede Record, o reality “Batalha de Confeiteiros” do craque da confeitaria, Buddy Valastro tem feito muito sucesso nas noites de quarta-feira, você acompanha este reality ? A gastronomia de fato é um hobby que lhe agrada ou foi apenas uma breve aventura ?

Eu até toparia participar de um reality como o “Batalha de Confeiteiros” apesar de não ter facilidade no quesito sobremesas. Eu tive a sorte de ser o vencedor do reality que participei, e o mais importante foi o aprendizado, poder falar com grandes chefes, conhecê-los e aprender foi muito legal, mas a gastronomia é só um hobby e eu continua me arriscando. Mas seria uma boa ideia um “Batalha de Confeiteiros” para eu tentar melhorar as minhas sobremesas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio