Publicidade

Fora da Globo e a frente de novos projetos Dony De Nuccio avalia sua passagem pela TV: “No telejornalismo conheci o mel e o fel”

Publicidade

O jornalista Dony De Nuccio foi um dos profissionais que mais se destacaram no ano de 2019, com toda a certeza. No entanto, ele se viu em uma polêmica com sua saída conturbada da TV Globo. Em oito anos de profissão, Dony teve passagem marcante pela Globo News e quando passou para a TV aberta ganhou ainda mais notoriedade ao apresentar o Jornal Hoje, Jornal Nacional e Fantástico.

Fora da Globo, Dony De Nuccio se prepara para novos projetos e conta com exclusividade, em conversa com o Observatório da TV, como está o andamento das negociações com o SBT. “O SBT é uma empresa que admiro de longa data. Tem profissionais talentosos, um clima espetacular, um dono que é a maior referência da comunicação do País e um público fiel. Estamos conversando. Se vai dar namoro, casamento ou só amizade, o tempo dirá”.

Dony De Nuccio: do setor financeiro para o jornalismo

Após seu pedido de demissão, Dony afirmou que não demorou muito para receber ligações de outras emissoras. ”Depois de sair da Globo fui procurado por todas as principais emissoras de TV. Fiquei surpreso e agradecido pelo carinho e pela acolhida tão calorosa.

Continua depois da publicidade

Só para ilustrar, antes da TV, Dony trabalhou no mercado financeiro, área que anos mais tarde o faria deixar a TV Globo. O jornalista relembra por que deixou o setor financeiro em 2011, quando trabalhava em um famoso banco como ‘negociador’ e migrou para o telejornalismo.

Sempre fui apaixonado por televisão. Com 8 anos brincava de ser apresentador de programa de auditório. Aos 12, imitava âncora de telejornal. O desvio de rota não foi a TV, foi o mercado financeiro. Na formação acadêmica cursei Jornalismo, mas também fiz graduação e mestrado em Economia. Depois, 7 anos de experiência em um banco estrangeiro. Tudo porque sabia que o funil no mundo da comunicação era apertado, e eu precisaria me diferenciar se quisesse crescer. Felizmente, deu certo. Tenho imenso orgulho de ter construído com suor e muita, muita dedicação, uma carreira que me levou ao cargo de apresentador dos três maiores telejornais do país”.

Dony De Nuccio assume que teve medo de substituir Evaristo Costa no Jornal Hoje

Questionado sobre sua saída da Globo News, que é um canal fechado, para a TV aberta, no caso como âncora do Jornal Hoje, Dony De Nuccio revelou que ficou sabendo da promoção pouco antes de entrar no ar, ainda no canal fechado. E revelou também o receio na época de assumir o posto deixado por Evaristo Costa, a saber.

O diretor de Jornalismo me chamou e informou que eu seria o novo ocupante da cadeira do JH. Foi, para mim, a confirmação de que não importa quão distante você esteja de um sonho: com trabalho duro, determinação e firmeza de propósito, o impossível não existe. Foi uma alegria imensa – até eu me lembrar que o ocupante anterior era um dos mais carismáticos jornalistas da história da televisão, e que a comparação (leia-se, chuva de críticas) seria inevitável. No final, foi uma transição muito tranquila e a receptividade, incrível. Do público e do Evaristo, que se tornou um grande amigo”, avalia.

Ainda falando sobre a Globo, Dony afirma não guardar mágoas nem arrependimentos da emissora no tempo em que esteve trabalhando. “Não tenho do que me arrepender. Nos anos em que lá estive, me dediquei à emissora pra valer. De forma empolgada e apaixonada. Trabalhei duro. Criei projetos, programas, me envolvi de coração – e ela me deu oportunidade para crescer. A Globo foi importante para mim, e sei que também contribuí com ela. Sou muito grato por meu período no Grupo. Foi uma parceria que deu certo, por muitos anos.
E também foi bom que ela tenha chegado ao fim. Aprendi que uma gaiola pode ser de ouro, mas é sempre apertada demais pra quem gosta de voar. E que a vida não tem a mesma graça quando deixamos de bater asas
”, frisou.

“Conheci o lado mais bonito e o mais podre dos bastidores da televisão”

Ao falar sobre sua saída da Globo e como avaliava seu pedido de demissão, Dony desabafou: “No telejornalismo conheci o mel e o fel. O lado mais bonito e o mais podre dos bastidores da televisão. Foi lá que construí uma carreira incrível e vi desejos de infância se tornando realidade. Mas foi lá também que vivi o ataque mais injusto e canalha que presenciei em 8 anos de televisão. Invasão de privacidade, montagem de dossiê, quebra de sigilo fiscal, vazamentos seletivos. Nunca imaginei que estratégias desse tipo fossem usadas contra mim, muito menos que encontrassem respaldo em veículos de imprensa. Se aplicassem a todos os critérios que usaram para me julgar, não sobraria apresentador em bancada de telejornal para ler as notícias”

Ele pontua ainda que sempre agiu com ética e profissionalismo: “Jamais levei ao ar um suspiro sequer que não fosse única e exclusivamente com interesse jornalístico. Pedi demissão porque acredito que não há cargo, salário ou empresa que justifique ter sua vida transformada em um inferno. Curiosamente, é nas grandes adversidades que se escondem as maiores. oportunidades. Nunca um ano na minha vida foi tão turbulento quanto 2019. Mas também, nunca um ano começou tão promissor quanto 2020”.

“Não gosto de desafio pequeno”

Atualmente casado e pai pet de dois cachorros, Dony está com novo projeto na internet ao lado de Samy Dana, que também foi seu colega na Globo News. Dony afirmou que gosta de grandes desafios. ”Não gosto de desafio pequeno. Então fizemos logo um lançamento de gente grande: criamos um novo veículo de mídia: o InvestNews. Tem site, Youtube, Facebook, Instagram, Twitter, Podcast. Montamos uma baita equipe, projetamos cenários, artes e edições incríveis. Uma programação intensa e uma qualidade de produção como poucas vezes você viu em um conteúdo feito totalmente para a internet. Tudo para que o público possa ficar bem informado e aprender a investir. Meu programa vai ao ar toda noite – é o Conta Mais. Nada de economês, nem de gravata. Falamos de investimentos, finanças e negócios de um jeito dinâmico, acessível e informal.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade