Verão 90: No papel de Galdino, Gabriel Godoy reafirma talento para comédia

Publicado há 2 anos
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atração das 19h da TV Globo, Verão 90, tem em Gabriel Godoy um de seus maiores trunfos. Na pele de Galdino, figura pouco afeita ao trabalho e que por isso mesmo pula de expediente em expediente, em geral todos escusos, o ator reafirma seu talento para a comédia.

Alguns dos trabalhos anteriores de Gabriel Godoy na
teledramaturgia

Anteriormente, o Afeganistão de Alto Astral (2014/15) e o Leozinho de Haja Coração (2016), ambas novelas de Daniel Ortiz, já haviam permitido a Gabriel se exibir como um dos nomes a destacar em sua geração. No entanto, por ser bem diverso dos citados, Galdino é digno de nota. Atrapalhado, desastrado, sempre à disposição da “gatosa” Vanessa (Camila Queiroz) e das artimanhas pouco recomendáveis de Jerônimo, ele contribui para que as situações sejam menos inverossímeis do que soam em princípio. E é claro que isso se deve a uma boa compreensão do personagem e de suas possibilidades.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Galdino (Gabriel Godoy) e Jerônimo (Jesuíta Barbosa) em Verão 90 (Reprodução).

Andreas Moratti, da Itália para o coração de Mercedes

A serem seguidos os planos traçados para Verão 90, Galdino terá pela frente um envolvimento com a poderosa Mercedes Ferreira Lima (Totia Meireles). Quinzão (Alexandre Borges) e ela se separam, já que o milionário decide se unir à exuberante Lidiane (Cláudia Raia). Isso deixa Mercedes infeliz e vulnerável, portanto, presa fácil para um conquistador que aplaque sua solidão. Galdino vai se fazer passar por Andreas Moratti, um investidor italiano. Na verdade, tudo não passa de um plano de Jerônimo para se vingar de Mercedes. A saber, ele já começa a ser preterido em suas ações na Pop TV, como se sabe, e logo deixará de exercer influência sobre Quinzinho (Caio Paduan).

A lábia de um malandro

Deixada por Quinzão e sem decidir tudo na vida dos filhos como antes, já que tanto Quinzinho quanto Gisela (Débora Nascimento) se rebelam contra seus desmandos, Mercedes se deixa levar pela lábia de Galdino. Ou melhor, de Andreas, que aos poucos toma conta de todos os investimentos da vilã. Esse amor que poderia representar uma nova chance de felicidade revela-se um dos maiores erros que Mercedes poderia cometer. Todavia, como muita água corre por baixo da ponte até o final de uma novela, quem sabe se, mesmo após descobrir a verdade, ela não perdoa Andreas? Ou melhor, Galdino…

Num cenário confuso, o acerto de escalação de Gabriel Godoy
só ganha força

Existe esperança para um final feliz de Galdino?
Provavelmente, o malandro não se dará tão mal assim no desfecho da novela de
Izabel de Oliveira e Paula Amaral. De tal forma que, mesmo que não fique com
Mercedes, deve ter recompensada sua visão do mundo, a um passo do infantil.
Ainda que viva de pequenos truques, Galdino sempre alertou Vanessa quanto a
rasteiras que ela poderia levar. E mesmo Jerônimo é merecedor de seus
conselhos, embora os ignore.

Com toda a certeza, os acontecimentos que ainda estão por vir só ajudarão na brilhante atuação de Gabriel Godoy em Verão 90. Em meio a tantos furos de cenografia, músicas do fim da década tocando quando a história está no começo, excessos em determinadas interpretações e uma trama que se esvaziou quase que totalmente, o ator tem feito valer a pena o ingresso. Quer dizer, a atenção.

*As informações e opiniões
expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou
não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio