Mulheres chega aos 38 anos em sua melhor fase

Publicado há 2 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Mulheres está completando 38 anos no ar, um marco em se tratando de uma atração televisiva.

Leia: Aos 38 anos, Mulheres sai ganhando com mudanças repentinas

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E o que fez com que o formato de variedades, direcionado especialmente ao público feminino, chegasse a quase quatro décadas?

Leia: No dia Internacional da Mulher, confira programas femininos de sucesso!

A resposta é simples:

A constante renovação e o fato de a produção não deixar a peteca cair quando um comandante muda canal, como foi o caso de Catia Fonseca.

Mulheres com Regina Volpato

Inclusive, dessa vez a direção da Gazeta tinha a faca e o queijo na mão:

Catia estava saindo, mas com Regina Volpato já acertada para substituí-la em suas férias. Ou seja, foi só unir o útil ao agradável.

E agradável é o melhor adjetivo para a atual fase do vespertino.

Regina traz leveza às pautas e sua tranquilidade nas abordagens, faz com que ela seja a melhor companhia nas tardes.

Isso ocorre em razão de o Mulheres, neste momento, não apelar ao sensacionalismo para sobreviver.

Diferente de outras ocasiões, quando Leão Lobo adorava tirar atores do armário, ou com atritos entre apresentadores, sendo que algumas duplas não deram certo…

Mesmo que o Mulheres aborde uma questão polêmica, Regina a conduz de forma a não deixar o assunto intragável para quem a acompanha.

E essa é uma marca da jornalista, até hoje reconhecida por conseguir fazer do Casos de Família um programa nada apelativo, mesmo com temáticas tão espinhosas.

Não por acaso, os telespectadores sempre sonharam com sua volta à TV.

E agora, depois de uma passagem não tão frutífera pela RedeTV!, a profissional domina o Mulheres, que tem motivos de sobra para comemorar.

Parabéns!!!!

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio