Mesmo sem emplacar sucesso, passagem pela Record TV fez bem a Xuxa

Os cinco anos da apresentadora na emissora foram importantes para seu amadurecimento

Publicado há 24 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem apresentar um programa desde abril deste ano, Xuxa volta à tela da Record TV no comando do especial Canta Comigo All Stars. A atração pode marcar a despedida da apresentadora do canal, tendo em vista que seu contrato está próximo do fim e, até o momento, uma renovação não foi anunciada. Foram cinco anos de altos e baixos, com muitas expectativas e alguns tombos.

Nestes anos, Xuxa teve um programa noturno com seu nome. Depois, passou a apresentar formatos, emplacando as competições Dancing Brasil e The Four Brasil. A primeira atração, Xuxa Meneghel, se mostrou frouxa e fraca, amargando baixos índices de audiência e muitas críticas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com Dancing Brasil e The Four, Xuxa teve momentos mais tranquilos. Em seu talk show, faltava uma boa produção e um roteiro mais bem amarrado. Já nos talent shows, o formato já estava desenhado, cabendo à Xuxa “apenas” apresentar. Nenhum dos dois programas ostentaram grandes índices de audiência, mas, por não terem a assinatura de Xuxa, a pressão sobre eles foi menor. Isso deixou a apresentadora à vontade.

Xuxa é uma estrela da TV brasileira. Isso é inegável. Por isso, à primeira vista, poderia parecer um desperdício uma artista deste quilate se limitar a chamar candidatos e anunciar pontuações. Ao apresentar formatos, Xuxa se tornou coadjuvante nas atrações que comandava.

Por outro lado, é preciso analisar, também, o contexto da ocasião em que Xuxa se despediu da Globo rumo à Record TV. Na emissora dos Marinho, onde ela passou quase 30 anos de sua carreira, ela vivia de um passado de glórias e um “presente” de dificuldades.

Tempos difíceis

Sobretudo em seus últimos 12 anos na Globo, Xuxa penou para se manter no ar. Com o fim de seus semanais Xuxa Park (em 2001) e Planeta Xuxa (em 2002), a loira voltou aos infantis diários com seu Xuxa no Mundo da Imaginação (2002-2004). Não deu certo, e o programa foi substituído pela versão diária do TV Xuxa (2005 – 2007). Também não deu certo.

Sem perspectivas junto ao público infantil, Xuxa se lançou na versão semanal do TV Xuxa (2008 – 2014), que se tornou um programa de auditório de variedades. A atração teve seus altos e baixos, passou pelas manhãs e tardes de sábado, e saiu do ar num momento em que não garantia a liderança de audiência para a Globo em seu horário de exibição.

Ou seja, quando deixou a Globo, Xuxa estava um tanto desacreditada junto ao público. Uma situação que se mostrou ainda mais crítica quando seu primeiro projeto na Record naufragou. Os seguidos insucessos, seja na Globo ou na Record, desgastaram a imagem da loira. Para piorar, até ali, Xuxa sempre fazia questão de um programa formatado para ela, e com seu nome no título.

Volta por cima

Assim, ao aceitar comandar formatos, Xuxa desceu de um pedestal que não fazia mais sentido. Livre das cobranças e da pressão, ela ficou visivelmente mais radiante em cena. A crítica aplaudiu o Dancing Brasil, o que a ajudou a recuperar sua imagem um tanto combalida.

Soma-se a isso o fato de Xuxa ter se tornado, nos últimos anos, uma ótima convidada. Ao aceitar falar abertamente sobre si mesma e se posicionar nos assuntos mais polêmicos, a apresentadora passou a chamar a atenção por onde passava. Tanto que até a Globo se rendeu a esta nova Xuxa, convidando-a para diversas atrações.

Tudo isso serviu para revitalizar a imagem de Xuxa. A má impressão de seus insucessos ficou para trás, sua nova versão mais antenada foi bem-aceita pelo seu público e a apresentadora parece preparada para novos voos. E de “novos voos”, entende-se tanto uma permanência na Record, ou uma volta à Globo, ou até mesmo dar um tempo da TV.

Xuxa não viveu seus melhores momentos na Record TV. Mas sua passagem pela emissora foi importante para seu amadurecimento enquanto artista.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio