Fina Estampa: os planos de Tereza Cristina não fazem o menor sentido

A vilã é movida por um ódio gratuito e elabora planos tolos e falhos

Publicado há 4 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto se diverte na cama com Pereirinha (José Mayer), Tereza Cristina (Christiane Torloni) também se dedica a infernizar a vida de Griselda (Lília Cabral). O ódio gratuito que a vilã de Fina Estampa sempre dispensou à vizinha ganhou uma parca motivação com o namoro da nova rica com René (Dalton Vigh). Isso deu combustível para a dondoca apostar em planos de vingança cada vez mais sem sentido.

Neste momento em que Fina Estampa já abraçou de vez o absurdo, Tereza Cristina começa a agir sem um mínimo de coerência. A falta de tato da vilã no trato aos inimigos começou com o assassinato de Marcela (Suzana Pires). Em nome da proteção de um segredo tolo, Tereza Cristina assassinou uma jornalista sem qualquer sutileza, deixando vários rastros.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A partir daí, a falta de inteligência da vilã vai ficando cada vez mais evidente. Agora, ela simplesmente ordena que Ferdinand (Carlos Machado) ateie fogo na mansão da inimiga. Um crime que não trará qualquer recompensa a ela, e que pode complicá-la ainda mais. Mesmo assim, ela insiste nesta vingança alimentada por algo que parece mais briga de adolescente.

Tom & Jerry

Em várias ocasiões, o autor Aguinaldo Silva comparou Tereza Cristina com o gato Tom, do desenho Tom & Jerry. Assim como o felino sempre tenta pegar o rato, e sempre se dá mal, Tereza Cristina sempre tenta atacar Griselda, mas seus planos sempre dão errado.

Trata-se de uma comparação estranha. Afinal, ao contrário de Tereza Cristina, Tom tem motivos muito claros para pegar Jerry. Já Tereza Cristina age apenas para fazer a novela andar, já que Fina Estampa tem um fiapo de trama que não tem sustentação.

Tanto não há qualquer lógica, que a vilã entrará num espiral de maluquice cada vez mais intenso. Após incendiar a mansão de Griselda, Tereza Cristina ainda vai apostar nas tresloucadas tentativas de assassinato aos filhos da inimiga. Todos planos mal elaborados, e que obviamente não dão certo.

E planos sempre executados por Ferdinand, que tem uma devoção cega por Tereza Cristina que também não faz qualquer sentido. Assim, desandando cada vez mais, Fina Estampa vai caminhando para o seu desfecho igualmente non sense. Complicado.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais