Definir o novo apresentador do BBB é um grande desafio para a Globo

Tiago Leifert deixa a emissora e não tem um substituto natural

Publicado em 14/09/2021 10:47
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muito antes de se cogitar um desligamento de Fausto Silva da Globo, já se sabia que Luciano Huck era o mais cotado para sucedê-lo numa eventual saída, que acabou se concretizando em 2021. No entanto, a Globo não tinha um nome para substituir Huck aos sábados, e foi ao mercado para contratar Marcos Mion como um importante reforço.

Pois agora a história se repete no BBB. A Globo não tem um sucessor para Tiago Leifert. O jovem jornalista, que despontou no Globo Esporte e The Voice Brasil, sempre apareceu como forte candidato ao reality show quando Pedro Bial deixasse a atração. E foi o que aconteceu. Mas Leifert não tem o que se chama de “substituto natural”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pela sua experiência em A Fazenda, Mion pode ser considerado o tal “sucessor natural”. No entanto, é pouco provável que o apresentador vá para o BBB, justamente por ter passado pelo reality da concorrência. A Globo não é do tipo que aceita comparações neste sentido. Sendo assim, a escolha pelo novo comandante da “nave louca” é ainda mais complexa.

Felipe Andreoli já aparece na bolsa de apostas, assim como Tadeu Schmidt, e são dois bons nomes. Ambos têm a mesma origem de Tiago Leifert, o jornalismo esportivo, e têm jogo de cintura para o entretenimento. Porém, é fato que nenhum dos dois têm o status que Leifert tinha quando chegou ao BBB. Tiago já era uma estrela, acumulando funções na Globo. Já era um nome do primeiro escalão. Assim como Pedro Bial já era uma estrela do jornalismo, até se revelar um bom animador no reality.

Do time feminino, Fernanda Gentil seria um nome possível. De humor corrosivo e boa no “ao vivo”, Gentil provavelmente faria bonito. Mas sua imagem ainda está um tanto chamuscada pelo sofrível Se Joga, o que poderia lhe render uma rejeição. Além disso, ela já está à frente do Zig Zag Arena, que estreia em outubro, e provavelmente não terá disponibilidade para o reality show.

A Globo tem ainda seu time de “reservas favoritos”, com os quais costuma tapar buracos, como André Marques e Marcio Garcia. Mas nenhum dos dois parecem adequados para a missão. André decepcionou em No Limite e deve ser carta fora do baralho. Eles podem ser soluções para o The Voice Brasil, já que estão à frente de versões da franquia, mas não para o BBB.

Ou seja, o mais provável é que a Globo opte por uma solução caseira e faça uma aposta. Se a escolha for mesmo Tadeu Schmidt, ele terá a chance de mostrar a que veio e mudar seu status na emissora. É aguardar para ver.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio