Band tenta enganar telespectador ao simular final ao vivo do MasterChef

Publicado há 5 anos
Por Neuber Fischer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite desta terça-feira (15) a Band levou ao ar a final da segunda temporada do MasterChef Brasil. Izabel foi a grande campeã da competição e o programa bateu recordes de audiência na televisao no Twitter. Mas nem tudo pode ser considerado um sucesso, a tentativa da Band em “enganar” o telespectador, simulando que a final aconteceria ao vivo, foi um erro grosseiro da emissora.

Veja: Final do MasterChef bate recorde no Twitter

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A final já estava gravada há algum tempo, tanto que o nome da vencedora Izabel vazou antes do grande dia e foi revelado pela imprensa, o que já, de certa forma, tirou o brilho do desfecho do MasterChef.

Obviamente, um programa desse gênero tem quer ser gravado, somente na prova final os competidores tiveram duas horas para prepararem seus pratos. Caso fosse ao vivo, o MasterChef teria facilmente umas quatro horas de duração. No gravado é possível realizar edições e enxugar um pouco e, ainda sim, o programa teve três horas. Se contar que no gravado são realizados cortes de possíveis falhas e a edição deixa o reality mais dinâmico.

Confira: Como previsto, Izabel vence a segunda temporada do MasterChef Brasil

Então, o problema não foi a final ser gravada, mas sim ser gravada com muita antecedência, possibilitando o vazamento do vencedor. A Band poderia ter gravado a final no mesmo dia que foi ao ar, seria muito mais interessante.

De ao vivo mesmo, a final do MasterChef só teve alguns momentos. A parte com os blogueiros e tuiteiros, apresentado por Preta Gil estava ao vivo, assim como a plateia repleta de torcedores de Raul e Izabel, que também estava ao vivo nos links com a repórter.

A chegada dos finalistas na sede da Band, assim como o anúncio do vencedor nos minutos finais do MasterChef também foi ao vivo. A Band fez uma mistura, intercalando momentos gravados e momentos ao vivo, numa clara tentativa de “enganar” o telespectador menos atento, fazendo ele pensar que toda a final era ao vivo.

Mas não deu, algumas falhas amadoras fizeram com o que o público, especialmente os internautas, percebessem a simulação da Band. Ana Paula Padrão e o trio de jurados vestiam a mesma roupa que usaram na semifinal, quando Jiang foi eliminada. Como assim? Não poderiam ter trocado? Que mancada! Sem contar que os finalistas, deixavam escapar que já tinham gravado a prova final, quando falavam com a apresentadora.

Enfim, um trabalho desnecessário para tentar ludibriar o telespectador. A Band poderia muito bem ter feito a abertura ao vivo, anunciar que a prova havia sido gravada e exibí-la e depois retomar o ao vivo com a revelação do vencedor. Mas preferiram passar por essa vergonhosa situação.

Mas nem toda essa lambança tirou o mérito do MasterChef, que foi sem dúvida um sucesso em todos os sentidos!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio