Benjamin Back revela como provocou a Globo com “Big Fone” na Libertadores: “Foi épico”

Apresentador "copiou" arma do BBB 21 para competir com final exclusiva do SBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A final da Copa Libertadores da América entre Palmeiras e Santos, disputada em 30 de janeiro, ainda está entre as melhores lembranças de Benjamin Back no SBT. Em entrevista ao Bolívia Trailer Show, talk show do youtuber Bolívia, o apresentador revelou como teve a ideia de provocar a Globo ao anunciar uma cópia do Big Fone, telefone do BBB 21 usado pela concorrente contra a transmissão exclusiva da decisão.

Com a vitória do Palmeiras nos acréscimos, a rede de Silvio Santos alcançou picos de 32 pontos no Ibope, contra apenas 11 da emissora carioca. “Na hora que eu acabei e saí, vou te falar. Eu tive uma p… sensação”, admitiu Benja sobre ter batido a Globo com a final da Libertadores.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mesmo sem assistir ao BBB 21, o apresentador decidiu cutucar a Globo e instalou um orelhão no cenário do Arena SBT, avisando que receberia a ligação de alguém muito importante. Naquele dia, o Big Fone tocou três vezes durante a transmissão de Palmeiras x Santos, porém não evitou o vexame histórico contra a partida.

“Dois dias antes, vi que a Globo anunciou que iria ter um negócio de Big Fone. Não tenho nada contra, mas não tenho o hábito de assistir e perguntei para os caras: ‘É um p… negócio do c…!’. E me deu um estalo: vamos fazer um Arena Fone. Liguei para o nosso diretor e falei: ‘Dá para colocar o orelhão da Praça É Nossa no cenário?’. Colocamos, e falei: ‘4 e meia da tarde no sábado o orelhão vai tocar’. Ele disse: ‘Mas quem é?’. Respondi: ‘Eu vou falar com a pessoa amanhã’”, recordou o apresentador.

Durante um evento da patrocinadora da Libertadores, Benja encontrou o ex-jogador Ronaldo e perguntou se ele toparia falar ao vivo no SBT antes da final. “Ele falou: ‘Lógico, você é parceiro!’. Às 16h30, o Ronaldo tocou. Foi uma coisa épica, realmente histórica, e bombou!”, comemorou.

Nesta sexta-feira (26), o Arena SBT completa cinco meses de sua estreia. Benjamin admitiu que gosta de vencer, e ter batido a Globo foi ainda mais especial: “A gente se diverte, mas quer ganhar, e eu sou um cara competitivo. Acho que o SBT foi iluminado, porque na primeira Libertadores, uma final Palmeiras x Santos, um clássico paulista, brasileiro, no Maracanã. Como não tinha torcida em estádio, era mais do que nunca uma final de campeonato para a televisão”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio