Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Tonico Rocha

Vilão de Nos Tempos do Imperador reproduz polêmica fala de Bolsonaro

O personagem já tinha feito algumas outras coisas relacionadas ao governo

Publicado em 31/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A última semana de Nos Tempos do Imperador começou nesta segunda-feira (31), prometendo surpreender o público com os desfechos dos personagens, incluindo o do vilão Tonico Rocha (Alexandre Nero).

E para começar, o criminoso acabou mais uma vez reproduzindo uma fala marcante do presidente Jair Bolsonaro, assim como aconteceu em várias outras ocasiões da novela. A trama mostrou uma epidemia de cólera, tendo um dos personagens debochando do vírus, afirmando que não passava de uma doençazinha.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“Já disse que o presidente da junta não tem tempo para ouvir seus faniquitos por causa de uma doençazinha?”, afirmou Louzada na cena exibida anteriormente. Um tempo depois, a Ministra Damares também acabou virando piada em uma das cenas da trama das seis da TV Globo.

Fala de Bolsonaro é usada por Tonico Rocha

A guerra que está sendo representada na novela já fez uma enorme quantidade de vítimas, mas agora Bernardinho (Gabriel Fuentes) foi atingido por um tiro no campo de batalha e não resistiu. Posteriormente, o rapaz foi enterrado sob forte comoção, criando um clima extremamente pesado.

Por outro lado, Lota (Paula Cohen) ficou arrasada com a notícia da morte do filho. Assim que recebeu a notícia, a moça chorou muito e fez questão de associar a culpa com as maldades de Tonico, afirmando que iria até ele para cobrar satisfações. Furioso, o político abre a porta e dá de cara com a rival.

“Oxi! Mas não era só o que me faltava?”, indaga ele, vendo a mãe de Nélio (João Pedro Zappa) aparecendo com roupa de luto. “Meu filho que você mandou para a guerra… Morreu!”, afirma Lota, com os olhos cheios de lágrimas. “Morreu foi? E eu com isso? Não sou coveiro!”, disse Tonico Rocha, reproduzindo a fala de Bolsonaro.

O presidente do Brasil havia dito isso ao falar sobre as vítimas da pandemia de coronavírus no Brasil, situação que logo se tornou uma enorme polêmica e o político foi extremamente criticado.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....