Sucesso

Novela espírita que causou polêmica será reprisada pela primeira vez

Trama de Gloria Perez volta ao ar no Canal Viva

Publicado em 29/10/2023

Grande sucesso, uma novela espírita que causou polêmica será reprisada pela primeira vez: América, exibida originalmente em 2005, volta ao ar no Canal Viva.

Escrita por Gloria Perez, a aclamada produção estreia no dia 27 de novembro, no lugar de Senhora do Destino, às 22h50 e às 13h45.

Novela polêmica

América ganhará sua primeira reapresentação 18 anos após a exibição original. O fato é curioso, pois a novela sempre foi muito pedida pelo público e marcou uma grande audiência na época.

Entre os motivos, estão os diversos furos e controversas acerca da história. A imigração de brasileiros para os Estados Unidos foi o tema principal, marcado por uma série de incoerências, sobretudo em relação à legalidade de estrangeiros no país.

Entre as polêmicas, a personagem de Claudia Jimenez, dona de um restaurante e de uma pensão, ser uma mexicana ainda ilegal; assim como o fato dos personagens brasileiros e mexicanos ganharem o cartão verde (green card) no final da novela.

Deborah Secco como Sol em América
Deborah Secco como Sol em América

Além disso, a parte do rodeio era bem problemática e enfrentou uma polêmica. Gloria Perez recebeu ataques no antigo Orkut de pessoas intituladas defensores de animais e deu fim a uma trama que abordaria o tratamento dado aos bois em meio aos rodeios.

Marcada por uma estreia soturna e dramática demais, América ganhou até um relançamento. A novela trocou de diretor e ganhou uma abertura solar, com Ivete Sangalo, sem as imagens de sofrimento da protagonista Sol (Deborah Secco) e a música de Milton Nascimento.

Espiritismo em foco

Estrelada por Deborah Secco, Murilo Benício, Caco Ciocler, Camila Morgado e Gabriela Duarte, América foi uma das poucas novelas do horário nobre ao falar da doutrina espírita.

Além do grande objetivo de Sol de trabalhar e morar nos Estados Unidos, a novela ficou marcada pela trajetória de Tião (Murilo Benício), que lutava para ser um reconhecido peão de rodeio.

O sonho de Tião ficou mais forte após a morte de seu pai, Acácio (Chico Diaz), que morre após uma explosão em uma mina de diamantes. A partir daí, América deu espaço para o espiritismo.

Acácio começou a aparecer nos sonhos do filho e também durante as sessões do médium Velmiro (Flávio Migliaccio), sobretudo para dar recados e sinais à família. Além disso, a aparição curiosa do boi Bandido também marcou a trama. Após deixar Tião entre a vida e a morte, o animal sumiu e mostrou que veio do além.

América
Tião (Murilo Benício) e Touro Bandido em América (Divulgação)

Outra parte da novela que abordou a doutrina foi vista na reta final, quando Tião sofreu um acidente no rodeio e foi parar “do outro lado da vida”. Ele encontrou Nossa Senhora Aparecida, vivida por Taís Araújo, teve contato com o céu e o inferno. Após rever o pai, o protagonista voltou à vida.

América é uma novela que marcou época, bastante aclamada pela geração dos anos 2000. Apesar dos pesares, a obra contou com uma série de personagens cativantes e um grande elenco: Humberto Martins, Edson Celulari, Christiane Torloni, Mariana Ximenes, Cleo Pires, Cissa Guimarães, Neusa Borges, Bruna Marquezine, Marcos Frota, Walter Breda, Totia Meireles, Claudia Jimenez, Betty Faria, Thiago Lacerda, Bruno Gagliasso, entre outros.

Mesmo cheia de furos e com um começo sonolento, a trama engrenou, conquistou o público e marcou 49 pontos de média de audiência. Foi a segunda melhor da década, ficando atrás apenas de Senhora do Destino.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade