Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
FACADA

Você sabia? Ator de O Clone sofreu atentado e quase morreu à época das gravações

Esse foi um entre outros ocorridos que aconteceram enquanto a novela era filmada

Publicado em 31/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

As gravações de O Clone foram surpreendidas por diversas vezes entre 2001 e 2002, época em que a novela de Gloria Perez foi ao ar na Globo.

Uma delas o Observatório da TV já adiantou por aqui: a substituição de Débora Falabella por sua irmã Cynthia Falabella no papel de Mel. Isso aconteceu porque a atriz titular contraiu meningite e precisou se afastar.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Também houve a internação de Ruth de Souza por hipertensão, além de atores que contraíram dengue, como Marcello Novaes, Solange Couto, Stênio Garcia e Reginaldo Faria.

Caso grave

Outro caso, que não causou troca de atores ou afastamento, mas deixou todos do elenco assombrados foi o que envolveu Haylton Farias, ator que deu vida ao psicólogo de Lobato, papel de Osmar Prado, que aliás está atualmente como Velho do Rio na novela Pantanal.

O artista, que tinha 51 anos naquele tempo, foi esfaqueado por um vizinho. Isso aconteceu, curiosamente, um dia depois dele gravar sua primeira cena em O Clone.

Vale dizer que Haylton Farias tem um destaque no último capítulo da novela, pois é ele que se tornará o diretor da clínica aberta por Mel e Nando após eles saírem da reabilitação.

Lobato (Osmar Prado) e seu psicanalista, vivido pelo ator Haylton Farias em O Clone

Atentado um dia após as gravações

O ator, que também é psicólogo na vida real, Haylton Farias da Silva foi esfaqueado em 2002 por Antônio de Matos durante uma discussão em frente a sua residência no Rio de Janeiro.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, o desentendimento entre Haylton e Antônio já era coisa antiga. O vizinho não suportava o fato do psicólogo receber seus pacientes em casa e, com isso, provocar um entra e sai de pessoas intenso.

No dia da agressão, Antônio deixou o portão aberto, provocando Haylton por conta do fluxo de pessoas que entravam e saíam muitas vezes ao dia. Isso irritou o ator, que bateu o portão com força e começou a discutir com o vizinho.

Em certo momento, os dois se atracaram, caíram no chão e Antônio sacou um canivete, atingindo Haylton na região do tórax. O vizinho do psicanalista de Lobato em O Clone foi autuado pela polícia por tentativa de homicídio.

Segundo o jornal O Dia, Haylton sofreu um corte superficial no coração e precisou ser operado, mas não correu risco de morrer.

Osmar Prado como Lobato e seu psicanalista, vivido pelo ator Haylton Farias em O Clone

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....