Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MÚSICOS

Estreia na Globo: Almir Sater e o filho se enfrentarão em Pantanal

O compositor e Gabriel Sater estão no elenco da nova novela das 21h

Publicado em 09/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Em Pantanal, novela que estreia dia 28 na Globo, o compositor Almir Sater vai contracenar lado a lado com seu filho, Gabriel Sater, também músico.

Enquanto Almir será Eugênio, condutor de chalana e protetor da natureza, Gabriel viverá Trindade, o mesmo personagem que o pai fez em 1990, na versão original da trama que foi ao ar na Manchete.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Eugênio será responsável por apresentar o Pantanal a diversas figuras da novela, tanto da primeira fase quanto da segunda. Ele também será uma das únicas pessoas a verem o mitológico Velho do Rio (Osmar Prado).

Ambos os papéis envolverão não somente uma história particular, como também empunharão suas violas em diversos momentos do folhetim.

Almir Sater e Gabriel Sater estão na novela Pantanal

Pai e filho se enfrentam?

Além de Gabriel, Almir revela que está se sentindo em casa não só por gravar no local onde mora, como também por ter outras pessoas de seu convívio, como Chico Teixeira, filho de seu parceiro musical Renato Teixeira.

“Não só meu filho. Essa novela trouxe para perto de mim pessoas com quem eu convivo desde menino. O Chico Teixeira, a Isabel Teixeira, vieram por outras fontes, não foram influências nossas“, pontua Almir.

O veterano ainda contou como foi trabalhar com o filho. “O Gabriel já tinha feito ‘Meu Pedacinho de Chão’, do Ruy Barbosa; já tinha trabalhado com o Irandhir (Santos); e outros trabalhos. Quando eu soube que seria o Gabriel quem faria o Trindade, fiquei muito feliz“, expressou Sater.

Sobre o que o público pode esperar dos dois personagens, Eugênio e Trindade, o músico confirmou que eles terão cenas juntos. “O Bruno criou uns enfrentamentos do Trindade com o Eugênio, enfrentamentos musicais. Eu falei para o meu filho, não vou dar moleza, hein. Meu filho toca bem, toca violão erudito. Há uns anos começou a estudar viola. É um cara que se dedica muito. Eu espero que seja tão bom para ele quanto foi para mim, o personagem Trindade“, avalia.

Não deixe de conferir também: Almir Sater revela detalhes curiosos de segunda escalação para Pantanal: “Me acovardei”

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....