Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
VILÃO

Decepa órgão: Murilo Benício e as cenas perversas como Tenório em Pantanal

Ator adianta que o público verá um personagem com 'valores deturbados' na novela

Publicado em 09/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O remake de Pantanal, da Globo, vai trazer um enredo repleto de reviravoltas dolorosas e até mesmo violentas na segunda fase.

Algumas dessas cenas terríveis serão protagonizadas por Murilo Benício, que interpreta o fazendeiro Tenório, e Juliano Cazarré, que dá vida ao peão Alcides.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Os dois personagens vão viver um triângulo amoroso com Maria Bruaca, papel de Isabel Teixeira, que é esposa de Tenório, mas com a chegada do peão em sua fazenda, acaba se apaixonando por ele.

No decorrer da trama, o Tenório descobre tudo e o resultado – de acordo com o roteiro original, de 1990 – será sangrento.

Alcides (Juliano Cazarré) e Maria Bruaca (Isabel Teixeira) de Pantanal

Órgão genital decepado e vingança maior

Tenório arma sua vingança contra o amante de Maria Bruaca: vai decepar o órgão genital do rapaz. Ainda assim, Alcides não desistirá do romance que tem com a patroa.

Isso desperta ainda mais o ódio do fazendeiro pelo funcionário, que decide assassiná-lo de vez. Porém, o plano de Tenório não dá certo. Pelo contrário. Alcides consegue matar o marido de Maria Bruaca fincando uma lança em seu peito.

Como se não bastasse, o amante eunuco da personagem de Isabel Teixeira joga o corpo de seu ex-patrão em um rio de piranhas.

Na primeira versão da novela, escrita por Benedito Ruy Barbosa, Tenório foi interpretado por Antônio Petrin, Maria Bruaca por Ângela Leal e Alcides por Ângelo Antônio. O remake foi escrito por Bruno Luperi, neto de Ruy Barbosa.

Tenório (Murilo Benício), Maria Bruaca (Isabel Teixeira) e Guta (Júlia Dalavia) em Pantanal

O que Murilo Benício diz sobre Tenório

Em entrevista coletiva de Pantanal, Murilo Benício tentou explicar de onde vem a perversidade de Tenório. Para o ator de 50 anos, o vilão teve uma infância repleta de traumas.

“Se eu fosse defender o Tenório… diria que ele é um sobrevivente. Filho de boia fria, viu os pais morrerem num acidente de carro… ele estava na caçamba de um caminhão indo trabalhar no canavial. Uma realidade muito dura, tinha 13 anos de idade quando os pais morreram”, conta Murilo.

Murilo entrega o quão intragável será Tenório para o telespectador, mas que mostrar um personagem assim na TV é algo necessário.

“Se tornou também uma pessoa muito bruta, com valores muito questionáveis. Um cara que antes de mais nada pensa em sobreviver, as atitudes antes de alcançar esse objetivo são irreais, pra gente que assiste de fora… é interessante porque existe [homem assim] bastante”, pontua o ator.

“Diria que é um cara com valores completamente deturpados, caráter praticamente muda conforme a situação, conforme precisa… Muito bronco, não teve oportunidade, não teve um pai e uma mãe pra abrir os caminhos pra ele”, finaliza Murilo Benício.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....