Morre aos 82 anos Lília Aragón, a vilã Odete de Amores Verdadeiros

Com 55 anos anos de carreira, atriz se projetou no Brasil com Rubi, María Isabel e Ambição

Publicado em 2/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na tarde desta segunda-feira (2), foi anunciada a morte da atriz Lilia Aragón, figura emblemática do entretenimento mexicano. O anúncio foi feito pela ANDA (A Associação Nacional de Atores): “A ANDA lamenta profundamente a morte de nossa colega Lilia Aragón del Rivero, que foi Secretária Geral de nosso sindicato no período 2006-2010. Nossas sinceras condolências a sua família e amigos. Descanse em Paz ”, diz a mensagem.

Com 55 anos de carreira, a veterana morreu aos 82 anos sem que a causa da morte fosse revelada na época. Os primeiros relatos sobre sua morte indicam que ela apresentou complicações no aparelho digestivo, porém nenhuma outra informação foi revelada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aragón tem uma carreira prolífica no cinema, teatro e televisão. Participou de inúmeras novelas mexicanas da Televisa e atualmente pode ser vista aqui no Brasil pelo SBT em Amores Verdadeiros, cartaz inédito do canal.

A estreia da atriz nos folhetins foi em 1970 com El Mariach , ao lado de José Alonso e Sylvia Pasquel. Sua participação no gênero também inclui Abraço muito forte, Rosa Selvagem, Cuna de Lobos e Hasta el fin del mundo, sendo seu último trabalho nas telas o melodrama Superando o Medo, em 2020.

No cinema, fez participações em dezenas de filmes, entre eles As Memórias do Futuro, de 1964; A Mulher Perfeita, em 1977; Veneno para as Fadas, 1984 e Cidade sem Lei, 1990, entre outros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio