Publicidade

Orgulho e Paixão: Otávio mente para Luccino e diz que Gaetano o aceitou antes de morrer

Publicidade

Nos próximos capítulos de Orgulho e Paixão, após a morte de Gaetano (Jairo Mattos), Luccino (Juliano Laham) se encontrará com Otávio (Pedro Henrique Müller). “Luccino, eu já soube… Ah, Luccino!”, falará o major.

Leia: Orgulho e Paixão: Nicoletta cai no chão ao saber da morte de Gaetano

“Meu pai está morto, Otávio. Morreu me odiando. E não há mais nada que eu possa fazer, vou ter que viver com isso”, lamentará o jovem. “Não fique assim… Ele… Você está errado. Luccino, seu Gaetano me procurou mais cedo”, revelará o rapaz.

Continua depois da publicidade

Saiba mais: Orgulho e Paixão: Margareth chama Elisabeta de Briana: “Minha filha!”

“Papa? O que ele queria com você?”, indagará o irmão de Ernesto (Rodrigo Simas). Otávio se lembrará que Gaetano ameaçou denunciá-lo para a corporação se ele não se afastasse do seu filho e decidirá inventar outra situação.

“Ele disse que… Havia repensado as atitudes dele. Que estava feliz de vê-lo feliz. Só não conseguiu falar pra você”, mentirá Otávio. “Papa disse isso?”, perguntará Luccino, emocionado e abraçando o companheiro.

Juliano Laham revela estar perdendo seguidores na web por causa do Luccino de Orgulho e Paixão: “Estou supertranquilo”

A saber, no ar como o Luccino de Orgulho e Paixão, Juliano Laham revelou que desde que o mecânico revelou que é homossexual para algumas pessoas e percebeu que está apaixonado pelo Capitão Otávio (Pedro Henrique Müller), aconteceu uma diminuição no número de seus seguidores na web.

“Tenho perdido muitos seguidores depois que o personagem começou a contar essa história e estou supertranquilo. Acho que essas pessoas que não têm amor ao próximo, não conseguem enxergar o amor entre duas pessoas do mesmo sexo”, avaliou, contudo, o astro ao UOL.

“Para mim não acrescentam em nada. Quero pessoas que apoiam. No Twitter, por exemplo, as pessoas ficam doidas com esses personagens”, concluiu surpreendentemente o famoso.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade