Apesar do crescimento, reprise de Jesus tem pior média geral da faixa bíblica da Record TV

Dudu Azevedo é o protagonista da atração

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É bem verdade que a reprise de Jesus superou com louvor os fracos resultados de seus primeiros meses, chegando a dobrar os índices iniciais ao longo do segundo semestre de 2020. A evolução, porém, não livrou a atração de um balanço final nada positivo no Ibope.

A saga religiosa protagonizada por Dudu Azevedo contabilizou média geral de 6,4 pontos em sua segunda exibição – contra 9,9 da primeira. Trata-se do pior audiência da faixa bíblica desde a inauguração do filão de folhetins religiosos, com a primeira temporada de Os Dez Mandamentos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Antecessora direta de Jesus, a também reprisada O Rico e Lázaro supera a própria substituta por apenas um décimo, tendo fechado 6,5 de média. Até mesmo fracassos como a exibição original de Apocalipse (8,1) e as séries Jezabel (7,3) e Lia (9,3) se saíram melhor no horário.

A queda se revela ainda mais acentuada na comparação com a primeira metade da sequência, quando as tramas bíblicas costumavam registrar índices acima dos dois dígitos. Caso das exibições originais de Os Dez Mandamentos (16,4), Os Dez Mandamentos: Nova Temporada (15,7), A Terra Prometida (14,5) e O Rico e Lázaro (10,1).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio