A Força do Querer explodiu em Belém, mas teve Ibope decepcionante em Goiânia e BH

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Chegando ao fim nesta sexta-feira (20), a novela A Força do Querer é um fenômeno de audiência em todo o País, tendo a maior média desde Avenida Brasil na Grande São Paulo – 36 pontos.

Mas se engana que a novela foi uma enorme unanimidade em todo o Brasil. Houve lugares em que ela está explodindo em audiência, mas outras em que Bibi Perigosa e companhia não teve o melhor dos desempenhos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Marco Pigossi posta agradecimento para Tônico Pereira por A Força do Querer

A cidade que dá a melhor audiência para A Força do Querer é Belém. Por lá, na semana passada, segundo dados divulgados pelo Kantar Ibope, o folhetim marcou média de 50 pontos em toda a semana – um feito e tanto para a televisão de hoje.

O top 3 de maiores Ibopes de A Força pelo Brasil é completado por Porto Alegre e Recife. Na capital gaúcha, o folhetim marcou 44 pontos na semana passada, entre 9 e 15 de outubro.

Já na bela cidade Pernambucana, o número foi de 43 pontos. Outros bons desempenhos foram registrados no Rio de Janeiro (41 pontos), Brasília (41 pontos) e Campinas (40 pontos).

No entanto, em Goiânia e Belo Horizonte, o desempenho da novela não foi lá essas coisas. Na capital goiana, A Força conseguiu apenas 30 pontos de média. Mesmo assim, o resultado chega a ser positivo se comparado com a sua antecessora, A Lei do Amor.

Por lá, a novela antecessora a de Gloria Perez, em muitas dias, marcava menos de 20 pontos ou pouco mais que isto. Mesmo com o crescimento, o índice não deixa de ser ruim.

Já na capital mineira, A Força do Querer conseguiu apenas 33 pontos na semana passada, ficando com a pior audiência entre as cinco principais metrópoles do Brasil.

Os números são consolidados e refletem a preferência de um seleto grupo de telespectadores nas principais regiões metropolitanas brasileiras.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio