A Escrava Isaura faz história na Record TV com sucesso de reprise

Desde 2017 uma novela inédita da emissora não é sintonizada por tantos telespectadores

Publicado há 2 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na terça, dia 18, A Escrava Isaura encerrará mais um ciclo na Record TV, e desta vez superando todas as expectativas da própria emissora. Após receber a missão de manter os índices da reprise de Bela, a Feia, que configurou-se num êxito, a história de Tiago Santiago e Anamaria Nunes posicionou-se entre as maiores audiências na média-dia da Record TV e na reprise mais bem-sucedida desde a implantação do horário, em 2015.

Para se ter uma, no mês de julho, A Escrava Isaura manteve o primeiro lugar absoluto em nos estados de Salvador, Belo Horizonte e Goiânia e a vice-liderança isolada garantida com folga no Painel Nacional de Televisão, em São Paulo e no Rio de Janeiro, além dos picos de liderança.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A vantagem no placar chega ao triplo da audiência do SBT, com a sofrível programação do início ao fim de tarde. A reta final da saga da escrava branca reforçou ainda mais o sucesso da novela na programação da Record TV.

Leôncio (Leopoldo Pacheco) e Isaura (Bianca Rinaldi) de A Escrava Isaura (Reprodução – Record TV)

Transmitida das 15h15 às 16h, a produção que levou a assinatura de Herval Rossando na direção-geral, a partir de agora assume o posto de reprise com melhor audiência, antes ocupada por Bela, a Feia (7,4) e Amor & Intrigas na terceira colocação com 6,9. Dados esses, aferidos e divulgados pelo Kantar Ibope Mídia.

Isaura (Bianca Rinaldi) de A Escrava Isaura (Divulgação – Record TV)

Os dados abaixo listados são do Kantar Ibope Mídia

Nas regiões de Salvador, Belo Horizonte e Goiânia, o folhetim atingiu os dois dígitos em audiência e garantiu a liderança isolada em julho. Na praça baiana, a média mensal se manteve em 15 pontos, enquanto a emissora segunda colocada ficou com 10 pontos na mesma faixa horária. O share foi de 30% para a Record TV.

Já na capital mineira, ao atingir 13 pontos de média e 31% de share, a novela venceu a vice-líder, em julho, com a vantagem de cinco pontos: a concorrente marcou média 8 no horário.

A Escrava Isaura (Divulgação: Record TV)

Ao registrar 12 pontos de média e 26% de share, Goiânia também garantiu a primeira posição absoluta na audiência mensal para A Escrava Isaura, enquanto a segunda colocada da faixa de exibição obteve 9 pontos de média.

Tanto no PNT (Painel Nacional de Televisão) quanto em São Paulo, a atração fechou a média do mês com mais que o dobro da audiência da concorrente, firmando-se no segundo lugar absoluto! No Mercado Nacional, fez 9 pontos contra os 4 pontos de média da terceira colocada, ficando ainda com 18% de share.

Leôncio (Leopoldo Pacheco) e Isaura (Bianca Rinaldi) de A Escrava Isaura (Reprodução/Record TV)

Já na praça paulista, o confronto fechou o placar de 7,8 x 3,5 pontos de média com vitória entregue à trama da Record TV, que obteve também 17% de share. Vale lembrar que o recorde do ano em São Paulo também foi batido em julho: no dia 14 (terça), a média da novela de época chegou a 9,4 pontos, e o pico atingiu 12 pontos. 

No dia 1º do mesmo mês, o folhetim chegou a ficar 14 minutos na liderança do horário, sendo 11 deles isolados, e ainda conquistou seu melhor desempenho: a combinação de 8,7 pontos de média e 20% de share.

Isaura (Bianca Rinaldi) em A Escrava Isaura (Foto: Divulgação/Record TV)

Por fim, no balanço da praça paulista, 20 dos 23 capítulos levados ao ar em julho tiveram audiência igual ou maior que o dobro da registrada pela concorrente na mesma faixa de exibição (as exceções são os dias 7, 8 e 30).

No Distrito Federal, o resultado de A Escrava Isaura merece destaque: vice-líder isolada, a trama fez mais que o triplo da média da concorrente ao marcar 7 pontos, com 17% de share. A terceira colocada registrou 2 pontos.

A praça de Campinas (SP) conquistoua vice-liderança absoluta ao cravar o placar de 6 x 2 pontos –média três vezes maior, portanto, que a obtida pela terceira colocada. O share da novela ficou em 13%. 

Branca (Renata Dominguez) e Estela (Aldine Muller) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

Nas regiões de Recife e Vitória, a novela assegurou a vice-liderança absoluta com médias que superaram o dobro da alcançada pela emissora terceira colocada no horário, no mês de julho. 

 Na praça pernambucana, o folhetim marcou 9 pontos de média e 19% de share, enquanto o canal concorrente ficou com 4 pontos –cinco a menos e, portanto, número inferior à metade do índice da vice-líder.

O placar foi igualmente de 9 x 4 na capital capixaba, que obteve share de 21%. Em Belém, A Escrava Isaura cravou o dobro da audiência da concorrente em terceiro lugar, garantindo a vice-liderança isolada com 10 pontos de média e 22% de share.

André (Deo Garcez) e Moleca (Bárbara Garcia) invadem fazenda de Leôncio (Leopoldo Pacheco) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

 No Rio de Janeiro, a trama foi vice-líder isolada e fechou a média de 9 pontos em julho. O share do período alcançou os 18%. A terceira colocada do horário registrou média mensal de 5 pontos, quatro a menos. Na mesma praça, o folhetim chegou a cravar exatos 10 pontos de média no dia 30 (quinta), batendo o seu recorde do ano em audiência!

 No Sul, a vice-liderança absoluta em julho também foi garantida. Em Porto Alegre, a atração fechou média mensal de 3,9 pontos e share de 8%. A emissora terceira colocada registrou 3,7 pontos de média no período.

Já em Curitiba, a média da Record TV no horário da novela ficou em 6 pontos, no mês, contra os 5 pontos da concorrente em terceiro lugar. O share da trama ficou em 13%. Em Manaus, A Escrava Isaura garantiu a vice-liderança do horário com 4 pontos de média e 7% de share

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais