Audiência: Último capítulo de Abismo de Paixão empata com A Dona e não repete recorde

Trama é estrelada por Angelique Boyer e David Zepeda

David Zepeda e Sabine Moussier como Damião e Carmem em Abismo de Paixão (Reprodução / YouTube)
Publicidade

Um dos maiores sucessos do catálogo da Televisa na presente década, Abismo de Paixão encerrou em grande estilo sua segunda exibição pelo SBT. A história mexicana – adaptação mais recente da brasileira Canavial de Paixões (2004) – despediu-se com uma das maiores médias conclusivas da faixa em que foi ao ar no canal de Silvio de Santos.

De acordo com dados consolidados do Ibope, a saga dos apaixonados Elisa (Angelique Boyer) e Damião (David Zepeda) saiu do ar com média de 8,7 pontos na Grande São Paulo. Empatou com o final da última novela da faixa, a também reprisada A Dona (8,7), e ficou pouquíssimo abaixo de seu próprio desfecho original, que marcou 9,1 em outubro de 2016. Mas, para decepção de alguns, não bateu o próprio recorde de audiência – 8,9, anotados no penúltimo capítulo.

Considerando o histórico completo de suas antecessoras, esta reapresentação de Abismo de Paixão superou o desfecho de outros oito títulos. A saber: as reprises de Carrossel (6,6), A Usurpadora (7,8), A Feia Mais Bela (6,6), Por Teu Amor (4,8) e O Privilégio de Amar (4,9) e as inéditas Um Caminho Para o Destino (6,5), O Que A Vida Me Roubou (8,4) e A Gata (6,8). Ficou, portanto, atrás somente das conclusões originais de Meu Coração é Teu (10,3), A Dona (9,2) e de Amanhã é Para Sempre (9).

Publicidade