Crítica

Star Wars: Andor é o melhor lançamento da franquia desde os anos 1980

Série da franquia Star Wars indica ápice técnico com roteiro, direção e elenco harmonizando de forma emocional

Publicado em 24/11/2022

Síntese sobre a primeira temporada da série que é parte do universo Star Wars para a Disney+:

Kassa

A busca imprudente de Cassian Andor (Diego Luna) sobre seu passado faz dele um homem procurado.

Eu acho que fui eu

Cassian tenta se esconder em Ferrix enquanto os agentes da lei se aproximam.

Acerto de contas

O desespero de Cassian para evitar a prisão o leva a um homem misterioso com conexões desconhecidas.

Aldhani

Sem opções, Cassian é recrutado para uma perigosa missão de se infiltrar em uma guarnição imperial.

O machado esquece

Cassian enfrenta a desconfiança de sua equipe enquanto planejam um roubo.

O olho

Com a ajuda de um festival local, a missão em Aldhani chega em um ponto sem retorno.

Andor 1
Diego Luna como Cassian Andor em Star Wars: Andor da Disney+

Um anúncio

As repercussões do assalto em Aldhani chegam até Coruscant.

Narkina 5

O Império prende Cassian, sem saber sobre sua identidade e passado.

Ninguém tá escutando

Sob intenso escrutínio, Cassian planeja uma fuga improvável.]

Só uma saída

Uma rara oportunidade surge, portanto, é chegado o momento de escapar da prisão.

Filha de Ferrix

Mais uma vez um fugitivo, Cassian deve retornar para Ferrix antes que seja tarde demais.]

Rix Road

Cassian volta para casa, apenas para presenciar seu lar em estado de rebelião.

Andor 2
Stellan Skarsgård observando o cenário em Star Wars: Andor (Disney+)

Conclusão geral:

O segredo para a inquestionável alta qualidade de Star Wars: Andor da Disney+ é algo um tanto fácil de se explicar, uma vez que a produção encabeçada por Tony Gilroy mirou alto e acertou o alvo em cheio na proposta de trazer algo de diferente para a franquia, que já havia tentado algo novo com o longa-metragem Os Últimos Jedi (2017), porém, tropeçou pela falta de apuro técnico na estruturação do roteiro – apesar da boa direção de Rian Johnson – assim como também tentou inovar com a série da Disney+ The Mandalorian, que até então representava o que de melhor havia acontecido dentro da franquia mais idolatrada dos últimos tempos.

Mas, Star Wars: Andor deu alguns passos (bem) largos a frente de The Mandalorian, pois conseguiu escapar ao máximo das armadilhas de um universo que, propositalmente, gosta de se engessar dentro dos protocolos estabelecidos pelo gigantesco sucesso do nome Star Wars, além de ter demonstrado um equilíbrio notável na apresentação de uma narrativa que encanta pela história, cenário, elenco e trilha sonora, sempre destacando a força emocional que se encontram dentro dos fatos. Star Wars: Andor é (muito) mais que uma homenagem à trilogia original: é um ato de amor para com as vidas e consciência humana.

Vejam outros textos do colunista no link em destaque.

Assuntos relacionados:

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade