Pedro Cardoso fala sobre novos projetos no The Noite de hoje

Publicidade

Danilo Gentili recebe Pedro Cardoso no The Noite desta quinta-feira (05). De volta a São Paulo, ele fala sobre a apresentação das peças “O Autofalante” e “Uãnuei – Esta Noite Se Improvisa”, que faz em parceria com sua mulher, Graziella Moretto. Pedro também comenta a respeito da Copa do Mundo, dá sua opinião sobre Neymar e conta como é o clima do evento em Portugal.

O ator fala ainda sobre o lançamento de seu primeiro espetáculo infantil ao lado da esposa, o inédito “Nem Sim, Nem Não – Uma Peça de Teatro Infantil que Ninguém Pediu”, que trata da história de uma empregada que trabalha em dois lugares ao mesmo tempo: a casa do sim, onde tudo é permitido, e a casa do não, onde tudo é proibido.

Leia também: Enrico Bacchi exibe fofura ao comemorar feriado americano

Continua depois da publicidade
Confira frases da entrevista de Pedro Cardoso no The Noite
  • “Lembro de acordar de manhã e ter vontade de viver, energia e não ter onde empregar aquela energia. É uma sensação de estar exilado do mundo. O desemprego não tem um significado existencial. (sobre a questão do desemprego, que trata na peça “O Autofalante”)
  • “Não é porque eu não estou morando aqui que eu não sou mais brasileiro. Minha vida afetiva continua ligada ao Brasil.”
  • “Tinha uma boa harmonia. Era um grupo de jazz.” (sobre os improvisos no elenco de “A Grande Família”)
  • “Tô adorando essa Copa. Estou vendo todos os jogos. Acho muito interessante. Virou a Copa dos países multirraciais e acho isso muito bonito. Como nós, brasileiros, já somos.”
  • “Não ouvi um rojão, um foguete. Não tem nada. Só eu gritei gol.” (em Portugal, quando eles venceram um jogo da Copa)
  • “Eu faço teatro lá (em Portugal) e eles riem sem som… Às vezes a gente fazia a peça e achava que eles estavam dormindo, mas quando acabava eles aplaudiam vigorosamente.”
  • “O Neymar não merece essa crítica toda, embora ache que ele não precisa exagerar tanto.” (sobre as quedas)
  • “Adoraria que tivesse um candidato que, diante das questões brasileiras, não tivesse respostas tão absolutas. Toda resposta simples, no momento, me parece ilusória.”
  • “Todo mundo quer ser milionário para escapar do país.”
  •  “Gosto de coisa boa, não gosto de luxo. E gosto de não ter preocupação com dinheiro.”
Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade