Mar do Sertão

Coronel Tertúlio toma decisão drástica para colocar um fim na guerra entre José e Tertulinho, mas atitude gera ainda mais confusão

O fazendeiro procura Candoca e fala de sua preocupação com a rivalidade exagerada entre os marmanjos

Publicado em 11/12/2022

A rivalidade entre José (Sergio Guizé) e Tertulinho (Renato Góes) em Mar do Sertão, trama das 18h da Globo, já virou quase uma atração de Canta Pedra. Isso porque os rapazes não podem se ver pela frente que já sai faísca, troca de ofensas e até empurra-empurra.

E após mais uma desavença entre os dois, o delegado Floro Borromeu (Leandro Daniel) chama atenção dos marmanjos. Pouco depois o Coronel Tertúlio (José de Abreu) procura o delegado para falar sobre a situação e a autoridade sugere que o fazendeiro tenha uma conversa com Candoca (Isadora Cruz).

José (Sérgio Guizé) e Tertulinho (Renato Góes)
José (Sérgio Guizé) e Tertulinho (Renato Góes)

Como a desavença entre Tertulinho e José surgiu, principalmente, por conta da médica, Tertúlio acha que ela pode ajudar a acalmar o ânimo entre o executivo e o advogado e colocar um pouco de juízo na cabeça de ambos.

O coronel procura a ex-nora e os dois conversam de forma amigável. O fazendeiro diz para Candoca temer que aconteça uma tragédia entre José e Tertulinho a qualquer momento, já que as brigas têm sido cada vez mais feias e violentas entre eles.

Como já sabe que José deseja ter as terras que eram de seu pai Daomé (Wilson Rebelo) e Tertulinho vive implicando com isso, Tertúlio toma uma decisão importante sobre as terras do Catende, principalmente porque, apesar de ninguém saber, o executivo também é filho do fazendeiro.

O coronel, então, oferece aquele pedaço de chão para José com a melhor das intenções e na esperança de cessar a guerra entre ele e Tertulinho. Mas, o pior acaba acontecendo e quando Tertúlio finalmente coloca as terras no nome de José, Tertulinho vira um bicho e se revolta. No final das contas, ao invés acabar com o conflito, o coronel só consegue atiçar ainda mais a guerra.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade