Beatrice se arrepende e Tito Pardo a encoraja: “Não deve se acorrentar”

Sinhá relembra casamento com Custódio

Publicado há 15 dias
Por Daniel Neblina
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de Escrava Mãe, em uma conversa com Tito Pardo (Nill Marcondes), Beatrice (Bete Coelho) faz um desabafo. “Preciso voltar no tempo e desfazer as minhas escolhas erradas, fugir dos caminhos que me trouxeram até aqui e me transformaram nesta mulher solitária, infeliz, incapaz de fazer o que bem entende”, diz ela.

“A sinhá é dona deste engenho”, aponta Tito Pardo. “Eu abriria mão de tudo isso para ser dona de mim, senhora da minha própria vida. Quando aceitei me casar com Custódio, quando abri mão dos meus sonhos para me tornar mulher, esposa, senhora… Na realidade, eu estava abrindo mão de muito mais, estava perdendo o que tinha de mais importante”, reflete Beatrice. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu até posso passar uns dias me ocupando, me preocupando com as minhas filhas, com a casa, me envolvendo em tarefas domésticas, mas quando todos vão dormir, quando acaba o dia, eu percebo o tamanho da minha solidão”, conta Beatrice. “A única coisa para qual não tem jeito nessa vida é a morte”, fala Tito Pardo. 

“Está tentando me consolar, dizendo que tudo vai passar quando eu morrer?”, questiona Beatrice. “Não! Estou dizendo que a sinhá tem a liberdade para viver, para dar novos rumos para o seu caminho, além de ser uma mulher que tem coragem para fazer isso. É uma mulher de fibra, não deve se acorrentar desse jeito”, aconselha Tito Pardo.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de Escrava Mãe.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais