Após ser chicoteada, Juliana esbofeteia Esméria: “Levanta que o trabalho te espera”

As escravas rolam na terra seca após provocação da vilã

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Escrava Mãe, ardilosa como sempre, Esméria (Lidi Lisboa) não vai perder a oportunidade de debochar do sofrimento de Juliana (Gabriela Moreyra), que foi para o tronco e apanhou de chicote mesmo sendo inocente. Acusada de tentar matar Zé Leão, a escrava é castigada por Custódio (Antônio Petrin), se dono.

Juliana, na verdade, se defendeu de uma tentativa de estupro. Ela foi pega pelo capataz enquanto andava pelo canavial. Sem ter como fugir, ela saca a faca do próprio vilão e desfere contra sua barriga. A história chega de forma distorcida para Custódio, que a coloca no tronco para ser repreendida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muito fraca após apanhar, Esméria se aproxima. “Então a escrava sinhá, já não é mais sinhá. Bem-vinda ao nosso mundo, Juliana. As costas ardem, né? É isso mesmo. Levanta que o trabalho te espera. Vida de escravo é apanhar!“, dispara ela, olhando fundo nos olhos da menina.

Juliana sente o ódio incorporado em Esméria e a raiva lhe vem às mãos. Ela, então, taca-lhe um tapa bem forte no rosto, atiçando a ira da vilã que pula contra seus cabelos. As duas rolam na terra seca do terreno enquanto Sapião (Sidney Santiago) tenta separá-las.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de Escrava Mãe.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais