sucesso

Yuri em Vai na Fé, Jean Paulo Campos fala sobre questionamentos a respeito de sua sexualidade: “A galera tem uma grande dúvida”

Ator também explicou como está sendo a experiência de viver o personagem.

Publicado em 16/07/2023

Jean Paulo Campos, famoso por seu papel como Cirilo em Carrossel, tem feito sucesso com seu personagem Yuri em Vai na Fé. No folhetim da Globo, o ator aborda temas mais adultos, incluindo a sexualidade, pela primeira vez em sua carreira.

Em entrevista ao portal O Globo, o ator contou que, por conta do folhetim, recebe muitas cantadas e perguntas sobre sua orientação sexual. “A galera tem uma grande dúvida sobre isso (a sua orientação), e acho natural esse interesse. Eu sou hétero, mas não gosto de ficar frisando isso, porque não tem relação com o meu trabalho. Nas minhas redes, recebo muitas cantadas tanto de meninas quanto de meninos. Fico feliz. Mostra que eu estou causando engajamento nas pessoas”, avaliou.

O ator também explicou como está sendo a experiência de viver o personagem. “É uma baita evolução para mim e tem relação com o meu momento na vida também. Nós temos idades parecidas, mas ele está passando por questões completamente diferentes das minhas. É interessante e um grande aprendizado lidar com isso”, avaliou.

Yuri (Jean Paulo Campos) e Vini (Guthierry Sotero) de Vai na Fé
Yuri Jean Paulo Campos e Vini Guthierry Sotero de Vai na Fé

No folhetim, Yuri se declarou bissexual e viveu um romance com Vini (Guthierry Sotero). Uma das cenas que mais repercurtiu nas redes sociais foi um beijo dos pombinhos. “Eu e Guthierry já nos conhecemos há bastante tempo, de testes para trabalhos em comum”, disse Jean.

Que completou: “Essa proximidade foi fundamental para fazer bem essa sequência. Acho que uma cena de beijo, independentemente dos gêneros envolvidos, precisa de sintonia entre os atores para passar naturalidade. Fiquei muito feliz porque o feedback foi superpositivo”.

Além da sexualidade, a trama de Yuri também aborda o racismo. O personagem chegou a ser preso apenas por causa da cor de sua pele. Jean falou que, como o personagem, também sofre com esse crime. “Como eu estou no ar e me conhecem, pessoalmente não acontece muito. Nas redes sociais, vira e mexe chegam mensagens com teor racista. É algo que eu nem gosto de ficar falando porque prefiro focar nas coisas boas da minha vida”.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade