Vanessa Giácomo celebra a volta de Pega Pega: “Um trabalho que deixou muita saudade!”

A atriz vive Antônia, uma das protagonistas da novela das sete da Globo

Publicado em 4/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Pega Pega, Vanessa Giácomo vive Antônia, uma das protagonistas do folhetim das sete. Ela é a inspetora responsável pela investigação do assalto milionário no hotel Carioca Palace. “É um trabalho que deixou muita saudade!”, exalta.

Ao rever a novela de Claudia Souto, Vanessa também se recorda de como a personagem foi nascendo, desde sua preparação, até as noturnas que movimentaram a praia de Copacabana: “Quis deixar marcada a postura dela no trabalho e fora do trabalho, mostrar como ela agia quando estava numa investigação, usando o distintivo, mas, também, mais relaxada em sua intimidade”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muito racional na profissão e com um aguçado senso de justiça, Antônia só não tem controle sobre os assuntos do coração, como conta sua intérprete. “Ela é uma detetive que leva muito a sério o trabalho, mas, sem saber, acaba se envolvendo com um dos criminosos do roubo, o Júlio, interpretado pelo Thiago Martins”, comenta a atriz, ao se recordar do conflito de sentimentos e ética de Antônia.

Depois de encontros e desencontros com Júlio (Thiago Martins), além da torcida contra de Domênico (Marcos Veras), dupla de Antônia e apaixonado por ela, a inspetora e o garçom finalmente se beijaram pela primeira vez no capítulo desta quarta (4).

Abaixo, Vanessa Giácomo fala sobre Pega Pega.

Qual a importância da Antônia na sua carreira?

Antônia é uma personagem muito interessante e com uma trama que eu adoro. É uma personagem que eu curti muito fazer. Ela é uma detetive que leva muito a sério o trabalho, mas acaba se envolvendo com um dos criminosos do roubo. Pega Pega é uma novela leve, com humor, muito especial. Tínhamos um clima ótimo nos bastidores, e temos uma trama muito interessante, a Claudia Souto tem um texto muito bem construído. Nosso diretor Luiz Henrique Rios é um cara maravilhoso, ótimo. Foi um trabalho que deixou muita saudade!

O que mais te marcou na época das gravações da novela? Qual a principal lembrança que ficou de Pega Pega?

Ah, com certeza, o clima das gravações. Trabalhava com amigos, com pessoas que eu gosto muito. Tínhamos um entrosamento e uma troca muito legal em cena. Minha lembrança é de um set de gravação leve e descontraído. Nós éramos uma grande família ali. Tenho boas lembranças dos bastidores, do pessoal no corredor tocando violão e cantando antes de gravar. Construí realmente uma família, e é uma delícia rever esse trabalho, que foi tão feliz, tão gratificante para todo mundo.

Você gosta de revisitar e rever seus trabalhos?

Eu acho gostoso rever. Durante a gravação da novela, dificilmente conseguimos acompanhar a história porque estamos no estúdio. E é muito bom rever um trabalho que gostamos de fazer, relembrar a nossa trajetória, as coisas legais que fizemos.

Como você se preparou para interpretar a Antônia?

Foquei bastante no texto da Claudia para compor a Antônia. Quis deixar marcada a postura dela no trabalho e fora do trabalho. Fiz essa pesquisa para mostrar como ela agia quando estava numa investigação, usando o distintivo dela, mas, também, mais relaxada em sua intimidade.

Como foi a parceria com Thiago Martins e Marcos Veras?

Foram dois grandes parceiros. Tivemos uma troca muito boa em cena e fora dela. Curtíamos muito esse jogo cênico, então, era uma delícia gravar a novela com os dois.

Como foram os últimos 15 meses para você?

Seguindo o isolamento, os protocolos de segurança e participando ativamente da educação dos meus filhos, porque eles ficarem um bom período com aulas remotas. Nossos professores merecem todo o reconhecimento do mundo, porque é uma profissão linda e muito desafiadora. Tive que voltar aos estudos junto com eles, mas, ao mesmo tempo, foi um período em que pude estar ainda mais presente no dia a dia deles.

Quais são seus planos e projetos para este ano?

Eu tenho escrito muito. Estou cada vez mais interessada em criar histórias e tirá-las do papel. Tenho algumas coisas desenhadas na área profissional, mas nada totalmente fechado. Na hora certa, dividirei com o público.

Pega Pega é escrita por Claudia Souto, com direção artística de Luiz Henrique Rios, direção de Ana Paula Guimarães, Dayse Amaral Dias, Luis Felipe Sá, Noa Bressane, e direção geral de Marcus Figueiredo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio