Um pé aqui, outro acolá: relembre atores que estrelaram atrações de canais diferentes ao mesmo tempo

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É possível estar em dois lugares ao mesmo tempo? A ciência e a lógica dizem que não. Mas, como no mundo mágico da TV tudo acontece, até nesse princípio básico muitas vezes se pode dar um jeito.

A atriz Lidi Lisboa que o diga. Protagonista de Jezabel, novo drama bíblico da Record, ela também possui um papel de destaque em Se Eu Fechar os Olhos Agora, minissérie que a Globo gravou no final de 2017, mas só agora está indo ao ar na TV aberta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E, vale lembrar, em duas personagens que não poderiam ser mais opostas. Se no canal dos bispos Lidi vive a rainha perversa que dá título à história, na atração global sua personagem é a inocente Maria Rosa, católica fervorosa que é vítima do racismo do bispo Tadeu (Jonas Bloch).

Assim como a belíssima atriz de 34 anos, vários atores também já se viram na ‘saia justa’ de estar no ar simultaneamente em produções inéditas de dois canais diferentes da TV aberta. Vamos relembrar alguns casos?

Pierre Baitelli: jornalista ‘do mal’ na Globo, apóstolo de Cristo na Record (Divulgação)

PIERRE BAITELLI

Colega de elenco da própria Lidi Lisboa em Se Eu Fechar os Olhos Agora, ele passou alguns dias dividido entre a minissérie global e os últimos capítulos de Jesus, novela bíblica da Record TV. Na primeira, Pierre interpreta Cassiano, jornalista sensacionalista e ávido por fama a qualquer preço. Já na recém-concluída saga religiosa, ele se via bem mais ‘bonzinho’ na pele de Natanael, um dos apóstolos de Cristo (Dudu Azevedo).

Clotilde (Adriana Lessa), de O Sétimo Guardião, na Globo (Divulgação/Globo)

ADRIANA LESSA

Quem aproveitou os intervalos de O Sétimo Guardião para dar uma espiada na concorrência talvez tenha se surpreendido ao ‘achar’ Adriana Lessa, intérprete de Clotilde na trama de Aguinaldo Silva, dando expediente no SBT. Explica-se: antes de ser escalada para o atual folhetim das 21h, ela gravou uma participação na segunda temporada da série A Garota da Moto, interpretando uma delegada de polícia.

Bia Arantes: entre orações e feitiçarias (Divulgação)

BIA ARANTES

A bela atriz de 26 anos havia acabado de se despedir das gravações de Carinha de Anjo, da qual era a protagonista, quando recebeu a oportunidade de voltar à Globo na novela Deus Salve o Rei. O problema é que a trama infantil do SBT só saiu do ar um mês antes de o folhetim medieval de Daniel Adjafre também chegar ao fim. Por isso, Bia pôde ser conferida por longo tempo ora como a ex-noviça Cecília em um canal, ora como a bruxa Brice no outro.

Personagens de Olívia Araújo em Chiquititas e em I Love Paraisópolis (foto acima) tinham até a mesma profissão! (Divulgação / Globo)

OLÍVIA ARAÚJO

A paulistana de 46 anos fez, em 2015, um caminho similar ao de Bia. Destaque como a divertida doméstica Shirley em Chiquititas, do SBT, ela acabou coincidindo a anterior personagem durante três meses com outra carismática ‘secretária do lar’: a Melodia, da global I Love Paraisópolis.

Victor Pecoraro viveu papéis quase idênticos na Globo e no SBT (Divulgação)

VICTOR PECORARO

Em 2012, o bonitão ganhou a chance de sua vida ao ser escalado para protagonizar, ao lado de Giovanna Antonelli e Ricardo Pereira, a novela das 7 Aquele Beijo. Mais ou menos naquela época, o SBT resolveu tirar da gaveta a trama inédita Corações Feridos, cujas gravações haviam sido concluída há dois anos. E lá estava Pecoraro se dividindo entre dois personagens de canais diferentes que, para piorar, ainda tinham perfis muito parecidos!

Dalton Vigh hoje é destaque em As Aventuras de Poliana (Reprodução/SBT)

DALTON VIGH

Quando começou a gravar Pérola Negra, em julho de 1997, o protagonista Dalton Vigh nem imaginava que a trama levaria mais de um ano para estrear no SBT. Nesse meio tempo, ele acabou conseguindo uma vaga no elenco secundário de Estrela de Fogo, novela da Record. E não é que, alguns meses depois, Silvio Santos decide colocar Pérola no ar?

Blota Filho também já teve seus dias de ‘dupla jornada’ televisiva (Divulgação)

BLOTA FILHO

O ator integrava o elenco fixo de Malhação 2012, na pele do diretor da escola que o centro da trama, quando o SBT desengavetou Corações Feridos, trama inédita onde Blota interpretava um simpático banqueiro.

Thiago Oliveira se dividia frequentemente entre a Globo e o SBT (Reprodução)

THIAGO OLIVEIRA

Revelado na primeira versão de Chiquititas, o então ator mirim passou boa parte de sua breve carreira dividindo-se entre trabalhos na Globo e no SBT. Nessas idas e vindas, ele acabou aparecendo simultaneamente, em 2002, na reta final de Pequena Travessa e nos primeiros capítulos de Agora É Que São Elas.

Dhu Moraes entre dois ícones da TV nacional: Tia Nastácia e Mamãe Dolores (Divulgação)

DHU MORAES

Quatro anos antes de ser escalada para viver Tia Nastácia na última versão do Sítio do Picapau Amarelo, a ex-integrante da banda As Frenéticas interpretou a não menos antológica Mamãe Dolores em O Direito de Nascer. Bastou, porém, a Globo lançar a história de Monteiro Lobato em suas manhãs de 2001 para o SBT tirar da gaveta seu remake do clássico dramalhão cubano.

O ator Gustavo Haddad (Divulgação)

GUSTAVO HADDAD

Também destaque na versão mais recente de O Direito de Nascer, Gustavo se viu dividido entre a trama ‘tardia’ do SBT e seu trabalho em tempo real no elenco de A Padroeira, então em voga na faixa das 18h da Globo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio