Rodolffo, do BBB 21, afirma que é preciso paciência para falar sobre homofobia

O sertanejo declara que pessoas com baixa instrução têm mais dificuldade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última madrugada (01), os participantes curtiram a festa do líder no BBB 21 com tema Crossfit, sugerido por Arthur. Pocah e Rodolffo conversam sobre racismo, homofobia e machismo.

De acordo com Rodolffo, é necessário ter paciência com pessoas que têm pouca informação. Se referindo aos que moram no interior. O sertanejo afirma que tem amigos que nunca moraram na capital e, por isso, para essas pessoas, atitudes machistas são naturais:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Tem cinco amigos meus que nunca moraram numa capital, que ainda moram no interior. Você sai de lá vomitando de machismo, racismo, homofobia. Tenho amigos meus, da mesma idade minha, que eu já superei muitas coisas de racismo, de homofobia e de machismo que ainda estão encravados neles porque eles ainda estão morando no interior e têm menos informações que a gente que tá na rua, morando numa capital e rodando.”

Pocah concorda, porém, ressalta que quando é intencional ela não tem paciência: “Quando eu vejo que é intencional, não é sem querer, aí sim eu me armo todinha e não quero saber. Eu já perdi muitos amigos. Então, roupa não define gênero, homem usar vestido… eu uso roupa masculina, eu gosto. Quando eu comecei a cantar, inclusive, eu sempre vesti roupa [masculina] eu gostava de usar calça ‘largona’ e aí me tachavam de masculina. Falavam que eu era lésbica.”

A cobertura completa do BBB 21 você acompanha no Observatório da TV!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio