Ratinho fala sobre saída de Mara Maravilha do seu programa e alfineta: “Difícil de lidar”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos bastidores do Teleton deste ano, Mara Maravilha revelou ao TV Fama que está implorando para o Ratinho para poder voltar ao Dez ou Mil, quadro do programa do apresentador no qual a estrela ficou como jurada poucas semanas.

Leia: Ratinho defende Bolsonaro, elogia Sergio Moro e detona a Globo News

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No mesmo evento, o comunicador falou ao programa sobre o assunto. “Eu acho que não tem problema ela vir ao programa. O programa tem seis jurados, fica muita gente falando, então vou dar um jeito de cinco falar e uma ficar esperando. A Mara fala muito, quer cantar, ela acha que é cantora”, brincou o artista.

Saiba mais: Ratinho: 20 curiosidades dos 20 anos do apresentador no SBT

Questionado se a famosa o irritou, ele negou. “Não. Nunca me irrito com ela. Tem muita chance dela voltar”, afirmou o apresentador, desmentindo também o boato de que Mara teria de desentendido com outro jurado.

“Não é verdade. Que eu sabia não. A produção achou que seis pessoas falando era muita gente”, esclareceu o famoso. “A Mara saiu de um programa, foi para o seu e agora saiu de novo. Quem é mais difícil: o SBT ou ela?”, provocou a repórter. “Ela que é difícil de lidar. É ela que tem que se arrumar”, rebateu Ratinho.

“Corro dele o máximo que posso”, afirma Ratinho sobre Silvio Santos

Na madrugada do dia 10 de setembro, foi ao ar no SBT a edição do Poder em Foco que contou com a participação de Carlos Massa, conhecido como Ratinho. Durante o formato, o comunicador falou sobre a sua relação com Silvio Santos.

“Corro dele o máximo que posso. Tenho medo dele me mandar embora. Onde eu vou trabalhar? Record vai me querer? Globo vai me querer? Band? Rede TV!? O Marcelo pega todos os horários pra ele e a mulher dele”, ironizou o famoso.

O artista garantiu querer trabalhar até o fim da vida. “Quero sair daqui em uma cadeira de rodas carregado para o cemitério. Quero morrer na televisão. Televisão pra mim não é trabalho, é um parque de diversões. Se eu pudesse morar no trabalho eu faria uma casa e moraria aqui dentro”, declarou o apresentador.

Carlos ainda analisou as mudanças que aconteceram na atração que comanda. “Nós acompanhamos não a mudança da sociedade, mas da comunicação. No primeiro momento eu fazia um programa de sensacionalismo, mas fazia humor também. Agora, vendo que a internet estava dominando o sensacionalismo, resolvi ir para o entretenimento”, concluiu Ratinho.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio