Quem matou Julia Castelo em Espelho da Vida? Atores fazem suas apostas; confira

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Espelho da Vida, Cris segue cada vez mais obcecada e empenhada em descobrir quem é o responsável pela morte de Julia Castelo, sua vida passada. Junto com isso o público tem acompanhado o desenrolar de todo imbróglio envolvendo os personagens da trama de Elizabeth Jhin.

Entre os principais suspeitos estão: Gustavo Bruno (João Vicente de Castro), Dora (Alinne Moraes), Eugênio (Felipe Camargo), Hildegard (Irene Ravache), Otávio (Patrick Sampaio) e Albertina (Susana Faini).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Globo nega redução de Júnior em O Sétimo Guardião

Gustavo Bruno segue como o maior suspeito até aqui. Tudo por conta da sua obcecação por Júlia. E sobre isso o ator João Vicente de Castro faz a análise. “Eu tenho para mim que foi ele. Suspeito disso pelos rumos da própria história da novela. A gente confunde amor com posse, com a necessidade de ter algo que se quer. Pode ser que ele ame também, mas o que sente é mais vaidade do que amor.”

Alinne Moraes explica os motivos de Dora ter sido a assassina de Julia

“E uma mulher muito invejosa. Ela não mede esforços para conseguir seus objetivos, principalmente quando eles envolvem Gustavo Bruno. Então, acho que existe, sim, a possibilidade de ela ter atirado em Julia.”

Já Felipe Camargo prefere acreditar que, se foi Eugênio mesmo quem tenha atirado em Julia, que tenha sido acidental, querendo matar Danlo. “Eugênio pode ser o responsável, mas não o agente que teria puxado o gatilho. É uma possibilidade terrível matar a própria filha!”

Hildegard também figura entre os culpados. “Acho que é possível ela ser assassina. Porque dependendo do que vai acontecer com o filho dela, Hildegard pode ficar tão alucinada e se voltar totalmente contra Julia”, justifica Irene Ravache.

Patrick Sampaio, intérprete de Otávio, encarnação passada de Felipe, acredita em alguma culpa do irmão de Gustavo Bruno

“Eu diria que ele pode ter feito algo muito grave para justificar o aneurisma. A morte precoce na encarnação seguinte, e essa personalidade mais cruel que Felipe desenvolveu”, analisa o ator, que comemora estar na lista dos culpados. “isso é algo que acaba destacando o personagem e cria a oportunidade de trabalhar essa dualidade moral do Otávio, que talvez seja capaz de matar se as circunstâncias se apresentarem”, diz ele.

A atriz Susana Faini, que faz Albertina e Guardiã também opina sobre o assassinato de Julia Castelo. “Apesar de ela ser uma pessoa ruim, não acho que seria capaz de matar a própria neta. Existe uma distância muito grande entre ser desagradável e ser uma assassina. Acho que o crime, na verdade, foi um erro de planejamento. Acho que foi algo que deu errado, mesmo que tenha sido Gustavo Bruno. Acho até que quem matou tinha o objetivo de assassinar outra pessoa e acabou atirando na Julia.”, afirma Faini.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio