Projetos da Globo conquistam 3 Jacarés de Ouro e 2 de Prata no 17º Prêmio Caio

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite de ontem, dia 13, dois projetos da Globo foram reconhecidos com o Jacaré de Ouro e dois com o Jacaré de Prata pelo Prêmio Caio, realizado em São Paulo. Entre os indicados, dois foram criados especialmente para os Jogos Olímpicos Rio 2016: o Estúdio Olímpico, vencedor de dois ouros, em duas categorias diferentes, e a exposição “Experiência do Amanhã – A Evolução da Televisão no Brasil”, premiada com o Jacaré de Prata. Os outros dois fazem parte do calendário de ações regionais da Globo no Rio de Janeiro e em São Paulo. O projeto ‘Som da Cidade’, realizado no Quiosque da Globo na praia de Copacabana, ficou com o Jacaré de Prata e o ‘Verdejando’, ação organizada em São Paulo, levou o terceiro ouro da Globo na noite.

Representaram a empresa no evento Renato Ribeiro, diretor executivo de Esporte, Alexandre Arrabal, diretor de Ilustração e Arte do Jornalismo, Maurício Gonzales, diretor de Patrimônio e Serviços, Antonio Berbel, diretor de Tecnologia do Jornalismo, André Dias, diretor de Projetos Especiais, Alexandre Mutran, gerente de Comunicação Regional da Globo em São Paulo e Duda Pereira, gerente de Relações Públicas da Globo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Estúdio Olímpico, casa da Globo durante os Jogos Rio 2016, instalado no coração do Parque Olímpico, concorreu em Evento Promocional e Infra Estrutura Técnica para Eventos, ganhando o Jacaré de Ouro nas duas categorias. Espaço tecnológico, interativo e estrategicamente localizado, tinha uma visão privilegiada de todas as arenas. Com 500m² e todo construído em vidro, seus três andares serviram como base para as transmissões do evento, recepção de convidados e também cenário de todos os telejornais nacionais ancorados de lá durante a competição. O lugar tornou-se, espontaneamente, ponto de encontro de fãs com os atletas, que agradeciam o carinho das pessoas depois de entrevistas e participações na TV. “O projeto olímpico da Globo levou cerca de dois anos para ser preparado e o resultado compensou todo o trabalho que tivemos para colocá-lo em pé”, revelou Renato Ribeiro. “O Estúdio Olímpico foi parte fundamental dessa história, sendo realmente a casa não somente da Globo, mas de todos os 173 milhões de brasileiros que acompanharam os jogos junto com a gente”, finalizou o diretor.

Realizada também durante os Jogos Olímpicos, a exposição “Experiência do Amanhã – A Evolução da Televisão no Brasil”, levou o Jacaré de Prata na categoria Evento Artístico. A mostra, realizada no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, contava a história da TV desde sua chegada ao país, em 1950, passando pelos dias atuais, até experiências do futuro, com os padrões de tecnologia 8k, de ultra-alta definição. “Tivemos a oportunidade de mostrar para ao público a evolução tecnológica da TV e como já estamos olhando para experiências ainda mais imersivas, com o UHD. Para isso, organizamos a transmissão, em parceria com a NHK Japonesa, de diversas provas dos Jogos Olímpicos em 8K que é o padrão mais avançado em qualidade de imagem perceptível ao olho humano”, define Raymundo Barros, diretor de Tecnologia da Globo. “A exposição nasceu deste projeto da Tecnologia de apresentação da tecnologia 8K e, para chegar ao futuro da transmissão, resolvemos contar a história da televisão por meio da evolução da tecnologia, começando em 1950. Assim, desenhamos uma cronologia, uma linha do tempo da televisão no Brasil, unindo passado, presente e futuro”, resumiu Duda Pereira. A experiência pode ser vivenciada pelo público entre 5 e 21 de agosto e contou com a participação de 7 mil visitantes por dia.

Em sua terceira temporada, o ‘Som da Cidade’ também foi premiado com o Jacaré de Prata na categoria Evento de Responsabilidade Social. O projeto da Globo no Rio de Janeiro tem como objetivo dar visibilidade aos artistas de rua ao oferecer a eles um espaço no Quiosque da Globo, na Praia de Copacabana, para que apresentem seus talentos aos frequentadores do local. “Este é um projeto importante porque beneficia tanto quem quer expor seu trabalho e seu talento quanto aqueles que têm a possibilidade de consumir boa música instrumental, de diferentes ritmos. É uma experiência positiva para todos os envolvidos e um orgulho para a Globo poder apoiar a cultura e os artistas que fazem o som da cidade”, definiu André Dias.

Já entre as ações realizadas pela Globo em São Paulo, o destaque ficou com o projeto ‘Verdejando’, que levou o Jacaré de Ouro na categoria eventos do Troféu Caio Sustentabilidade. Em quatro anos de existência, a iniciativa da Globo já produziu cerca de 240 reportagens, distribuiu mais de 60 mil mudas e incentivou o plantio de 2,2 mil árvores nas cinco regiões da cidade. “Mais do que uma iniciativa de distribuição de mudas e incentivo ao plantio em toda cidade, o ‘Verdejando’ é um projeto que promove a discussão sobre a presença de áreas verdes na capital paulista, sua importância e quais as soluções possíveis para tornar a cidade um ambiente mais equilibrado. Além disso, este é um projeto de sucesso por de fato ganhar as ruas, envolver a população e permitir a participação ativa das pessoas nos mutirões, oficinas e atividades culturais desenvolvidas para debater e espalhar o verde em nossa cidade”, apresentou Alexandre Mutran. Em 2016, o foco do projeto foi a chamada “cegueira botânica”, a perda da capacidade de enxergar o verde em nossa volta, e, com isso, incentivou a criação de um novo olhar sobre o meio ambiente em São Paulo.

Criado em 1999 e realizado pela Eventos Expo Editora, o Prêmio Caio tem como objetivo incentivar, reconhecer e valorizar iniciativas e projetos em eventos e turismo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio