Pedófilo em A Dona do Pedaço, Ricardo Monastero disse que foi alertado por amigos: “Vão querer te bater na rua”

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Responsável por viver Lauro, pedófilo que procura por Cássia (Mel Maia) em A Dona do Pedaço, Ricardo Monastero disse que foi alertado por pessoas próximas sobre a reação que o público poderia ter por causa do personagem.

“Ouvi muito: ‘Vão querer te bater na rua, te matar’. Brinco que sou bom de corrida, mas melhor em argumentos. Se alguém me xingar, o que será uma novidade na minha carreira, vou agradecer porque a pessoa viu uma cena importante. E, claro, direi: ‘Veja bem, é o Lauro’, o que vai me dar a chance de conversar, que é a melhor coisa do mundo”, afirmou o astro ao jornal Extra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O artista revelou que
Walcyr Carrasco, autor da trama, e Amor Mautner, diretora, falaram que o papel
era pesado, mas que precisavam de alguém que tivesse ares de ser uma pessoa do
bem.

“A intenção é justamente conseguir refletir sobre aquela história de que quem vê cara não vê coração, que as meninas estejam atentas de fato a qualquer papinho. Lauro é um cara que não se relaciona com ninguém de verdade”, analisou.

“Ele se apaixona por uma adolescente porque se vê como ela e pensa que são capazes de viver um romance. No momento em que Cássia o faz perceber que eles não são iguais, é uma decepção amorosa. Isso faz o homem aparentemente legal virar um terror”, refletiu.

“Lauro é um criminoso, um bandido. Portanto, a pedofilia deve ser exposta como qualquer problema com que a gente precisa se relacionar, como a homofobia, o racismo… Vamos olhar para isso e lutar para que não aconteça mais, para que as meninas não sejam colocadas em situações constrangedoras”, concluiu Ricardo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais