O Tempo Não Para: Provocado por Lúcio, Samuca dá murro na cara do rival

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Samuca (Nicolas Prattes) dará um murro na cara de Lúcio (João Baldasserini), após o irmão de Emilio (João Baldasserini), o ofender. Isso acontece, já que Samuca e Dom Sabino (Edson Celulari), descobriram que foi Lúcio, que mandou Lalá (Micael), trocar a bala da arma do homem do século retrasado, algo que quase culminou na morte de Marocas (Juliana Paiva), que foi baleada por Livaldo (Nelson Freitas), acidentalmente.

“Eu não sei do que o senhor está falando. Estou sendo acusado injustamente”, dirá Lúcio, se esquivando da acusação de ter trocado as munições. “Você não engana mais ninguém, Lúcio… Seu canalha! Sua máscara caiu!”, dirá Samuel. “Basta dessa encenação de bom moço… Todos aqui já sabem quem o senhor é e do que é capaz”, acrescentará Dom Sabino.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Capitã Marvel | Carol Danvers conhece o personagem de Jude Law em nova imagem do filme

“Caros funcionários da Samvita!… Preciso dizer a todos a verdade… Foi a fraqueza do Samuca que botou a Samvita nessa situação em que está hoje!”, dirá Lúcio frente a frente com o criador da empresa. “Repete o que você falou”, confrontará Samuel. “Por favor… Além de molenga e chorão, é um…”, dirá Lúcio, que será surpreendido por um soco de Samuca.

Lúcio promete destruir a Samvita

“Samuca… Pra que isso?”, indagará Betina. “Chega de tanta falsidade, Betina!”, acrescentará Samuca, deixando Betina sem graça. Todos irão aplaudir Samuca, mas Lúcio não sairá perdedor dessa, já que prometerá destruir a Samvita. “Você vai me pagar por isso, Samuca… Isso não vai ficar assim”, concluirá o mau homem, já de saída.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio