No ar em Salve-se Quem Puder, Grace Gianoukas declara que até hoje é reconhecida pelo Terça Insana

Publicado há 7 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Salve-se Quem PuderErmelinda (Grace Gianoukas) é uma moradora da zona rural de Judas do Norte (SP), que junto ao filho Zezinho (João Baldasserini), abriga as protagonistas que estão sendo protegidas por um programa da Justiça.

Em sua terceira novela na TV Globo como integrante do elenco fixo, a atriz, que vive a caipira, contou em entrevista ao Observatório da TV que até hoje é reconhecida, nas ruas, pelo Terça Insana, projeto humorístico criado pela atriz que ganhou fama e repercussão nos anos 2000.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Questionada se ela ainda é lembrada pelos diversos personagens que viveu no formato, Grace disse que sim e contou os tipos de abordagens que recebe. “Às vezes alguém vem conversar comigo:’Oi, eu adoro seus personagens’, então é uma coisa que as pessoas já vêm falar da linguagem, da estética. Às vezes, tô andando pelas ruas e as pessoas gritam: ‘Terça Insana’“, contou a atriz.

Atualmente, ela afirma que consegue enxergar a formação de uma geração formada pelo Terça Insana. “Muitas pessoas foram influenciadas, deram depoimento, tipo a Samantha Schmütz, que disse que foi o Terça Insana na vida dela que possibilitou a ideia de que é possível viver de arte, cultura e auto-criação”, revelou Grace, que sente até hoje a repercussão do projeto.

Até hoje as pessoas me veem e ‘oooooo’”, disse a atriz, reproduzindo um momento de uma de suas personagens mais memoráveis, Aline Durel. Assista:

Lançado há 18 anos, o Terça Insana reúne grande quantidade de personagens e mais de 700 cenas que contaram com 400 atores passando pelo palco com roteiro, incentivo e direção de Grace Gianoukas.

De acordo com a atriz, o projeto, que viralizou após a inserção no YouTube em meados de 2005, já havia sido pirateado bem antes com o lançamento em DVD e chegou, inclusive, a locais fora do Brasil, adaptado com legenda.

Em relação ao conteúdo, Grace destacou o pioneirismo em fazer humor sem deixar de dar oz. “A gente criou uma linguagem que hoje, graças a Deus, está instalada, que é a de não fazer o bullying. Nós abrimos a porteira pra uma galera que veio fazendo coisas e isso foi muito legal”, avaliou a atriz, que antes do Terça Insana, ficou conhecida na televisão nos anos 90 como Eva da Silva, em Rá Tim Bum, na TV Cultura.

Nos últimos anos, ela se popularizou ainda mais ao começar a integrar o elenco fixo de novelas da TV Globo. Em 2016, Grace viveu a ricaça Teodora Abdala Varella, em Haja Coração, releitura de Sassaricando, sucesso de Silvio de Abreu das 19h, adaptado por Daniel Ortiz.

Em 2018, foi a vez de dar vida à Petúlia, a fiel comparsa da vilã Susana, interpretada por Alessandra Negrini em Orgulho e Paixão, trama das 18h de Marcos Bernstein, inspirada em obras de Jane Austen.

Ainda durante a carreira, Grace teve passagens em outras novelas globais, como o remake de Guerra dos Sexos (2012) e Bang Bang (2005), além de Cúmplices de um Resgate (2015), no SBT, e Tiro e Queda (1999), na Record TV.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais