Músicas do cantor e compositor Belchior ajudaram a contar histórias de novelas de sucesso

Publicado há 4 anos
Por Paulo Henrique Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma história bem estruturada e contada na TV pode emocionar milhões de telespectadores. E com uma ajudinha das músicas e poesias de Belchior, então? A história com certeza fica mágica e instigante.

Novelas dos anos 70 e 90 foram embaladas por sucessos do cantor e compositor cearense, que faleceu aos 70 anos, neste domingo (30), em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, o artista morreu de causas naturais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Morre aos 70 anos o cantor Belchior

Belchior começou a estudar música quando era criança (Foto: Reprodução/ TV Globo)

O talento do cearense começou a dar sinais ainda na infância. Estudioso, o cantor estudou piano e música coral, além de ter trabalhado no rádio em sua cidade natal, Sobral, Ceará.  Em 1962 mudou-se para Fortaleza, onde estudou Filosofia e Humanidades — chegou a estudar Medicina, mas desistiu para se dedicar a sua verdadeira paixão: a música.

Vai deixar saudade, mas a obra imortal ficará para sempre na Terra e nos corações de milhares de fãs e admiradores.

Relembre agora, uma seleção de registros da obra de Belchior mostrada na nossa telinha:

A Regra do Jogo (2015) foi marcada por uma história cheia de reviravoltas e personagens cheios de qualidades e sarcasmos. Na trilha sonora, contava com a música ‘Coração Selvagem’, tema da personagem Tóia e Romero — em uma versão inteiramente gravada na voz de Ana Carolina.

‘Coração Selvagem’ foi o titulo do terceiro álbum de Belchior, lançado em 1977. Uma obra que falava de pessoas para pessoas, com letras melódicas e poéticas.

Em Duas Vidas (1976) ‘Paralelas’ embalou a história da novela global assinada por Janete Clair. A canção escolhida foi cantada na voz de Vanusa.

A música em questão também foi parte da trilha de Por Amor (1997), de Manoel Carlos. O single foi interpretado por Elba Ramalho e ganhou versões de músicos como Erasmo Carlos e Zélia Duncan.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio