Marco Ricca fala de Hebe e Lélio: “tinham um relacionamento muito profundo”

Ator vive o segundo marido da apresentadora na série da Globo

Publicado há 16 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hebe Camargo sempre foi uma mulher intensa, tanto na frente das câmeras quanto na vida pessoal. Prova disso foi o casamento com o empresário Lélio Ravagnani. Uma relação movida pela paixão, mas também repleta de crises de ciúmes, como o público vai poder conferir no sétimo episódio da série Hebe, que vai ao ar nesta quinta-feira (10).

O ator Marco Ricca, que interpreta Lélio na obra, comenta na entrevista abaixo sobre o personagem e a relação dele com a esposa: “O Lélio era um típico paulistano, rico, playboy da época. Ele e a Hebe tinham um relacionamento muito profundo, muito fervoroso, com muito amor, mas ao mesmo tempo muito conflitante”. Confira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como foi a preparação para viver o Lélio?

Eu sou paulista, então o que eu fiz foi voltar bastante à minha origem. Eu fui lá para a Mooca, porque ele é um cara que fala muito com as mãos, tem ascendência italiana. Fui compreendendo o perfil dele. Observei muito os playboys dessa época, que é um tempo muito distante do meu. Na verdade, foi uma preparação mais de memória, e uma criação também. Eu não tive nenhum desejo de imitar o Lélio.

Como era a relação do Lélio com a Hebe?

O Lélio era um típico paulistano, rico, playboy da época. Ele e a Hebe tinham um relacionamento muito profundo, muito fervoroso, com muito amor, mas ao mesmo tempo muito conflitante. Eles brigavam muito, tinham muitas crises de ciúmes.

Como foi o trabalho em parceria com Andrea Beltrão?

Se a gente vai interpretar um personagem que já existiu, a gente tem que achar uma pessoa com a energia desse personagem. A Andrea chegou nesse lugar com a Hebe. Nós nos divertimos muito, como em todos os trabalhos que fizemos juntos até hoje.

O que mais chama a sua atenção na história da Hebe?

A Hebe é uma mulher bastante polêmica, em todos os sentidos: politicamente, nos seus costumes, nos seus atos. Eu acho que ela foi, acima de tudo, essa pessoa forte, que não separava muito a vida dela da personagem apresentadora que ela foi durante a vida toda. Ele se dedicou muito à profissão e a vida pessoal acabou se misturando à pessoa pública.

Para você, qual a importância de contar a história de Hebe Camargo na TV aberta?

A Hebe foi uma das maiores representantes da televisão brasileira, talvez uma das maiores comunicadoras do mundo. Sempre é bacana mostrar ao público uma história como a dela, de superação.

Sétimo episódio de Hebe

No episódio desta quinta, dia 10, Lélio (Marco Ricca) e Hebe (Andrea Beltão) entram em crise quando a apresentadora descobre que o marido teve um ataque de ciúmes ao vê-la abraçada a Chacrinha no palco.

Mas Hebe não consegue ficar muito tempo brigada com Lélio e, após uma cena romântica preparada pelo empresário, acaba perdoando-o. O episódio também mostra um momento difícil na carreira da apresentadora, quando, em 1974, ela é obrigada a entrevistar um militar contra sua vontade.

Hebe vai ao ar às quintas-feiras, após Fina Estampa. Original Globoplay, desenvolvida pelos Estúdios Globo, a série é criada e escrita por Carolina Kotscho, tem direção artística de Maurício Farias e direção de Maria Clara Abreu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais