PAPEL ICÔNICO

Lázaro Ramos revela que teve medo de aceitar interpretar Mário Fofoca em Elas por Elas: “Primo do Foguinho”

Ator fará a sua versão do personagem marcante de Luiz Gustavo em 1982

Publicado em 17/09/2023

O ator Lázaro Ramos, de 44 anos, que será responsável por interpretar Mário Fofoca no remake de Elas por Elas, falou sobre a sua expectativa para a estreia da novela que chega às telinhas no dia 25 de setembro na TV Globo. Em entrevista à Caras, o artista destacou a responsabilidade de fazer um papel marcante na memória do público e confessou que teve receio em aceitar o convite para a adaptação de Thereza Falcão e Alessandro Marson.

“Eu comecei muito querendo fazer uma homenagem ao Luiz Gustavo, que é um personagem que tá no coração de todo mundo, inclusive, no meu também. E aí naturalmente eu fui me apropriando dele, né? Aí surgiu um topetinho, já surgiu o garfinho, um jeito de falar, um comportamento, um jeito de andar”, revelou o artista.

Lázaro Ramos também confessou que nunca sentiu vontade de fazer parte de um remake, mas que acabou cedendo ao ser convidado para fazer a nova versão de Mário Fofoca, papel original de Luiz Gustavo na obra de Cassiano Gabus Mendes, em 1982.

“O legal é que foi muito natural, não foi planejado, foi sentindo o texto do Alê e da Teresa. Isso é bacana, porque no começo confesso que eu tava tenso. Você pega um personagem desse cheio de expectativa. Eu sempre fugi de fazer personagens que outros atores fizeram. Fui convidado há alguns anos atrás pelo Guel Arraes para fazer, na nova versão do Bem Amado, o Zeca diabo e eu neguei. Falei: ‘Guel, não vou fazer um personagem que eu lembro tanto, que tá no meu coração’. Mas quando chegou o Mário Fofoca, foi para um outro lugar”, declarou ele.

Por fim, o ator destacou a personalidade forte de Mário Fofoca e que ele tem uma relação indireta com os seus outros personagens marcantes da carreira. “Se a gente for pensar bem, o  Mário Fofoca é primo do Foguinho, do Mister Brau, do Ó Paí Ó, que é um jeito de estar no mundo com olhar lúdico e criativo, eu gosto. Então, nesse caso, eu imediatamente aceitei e fiquei feliz. Depois que comecei a fazer eu falei: ‘Nossa, isso é uma responsabilidade, né? Como é que faz?’. Só que aí já estava mergulhado”, completou Lázaro Ramos.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade