Laços de Família: elenco fala das lembranças da novela, que volta nesta segunda

Reynaldo Gianecchini, Marieta Severo, Juliana Paes e Alexandre Borges relembram os bons momentos

Publicado há 2 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De volta no Vale a Pena Ver de Novo a partir desta segunda-feira (07), Laços de Família é uma novela que toca o público com os dramas emocionantes das relações familiares. Mas o texto de Manoel Carlos também toca o elenco que, 20 anos depois, ainda lembra com carinho dos tempos das gravações.

Para Reynaldo Gianecchini, que interpretou Edu, um médico recém-formado que se envolve com a exuberante Helena (Vera Fischer) e depois com a filha dela, Camila (Carolina Dieckmann), Laços de Família teve papel determinante em sua carreira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Essa novela foi um ponto de virada espetacular na minha vida. Eu já tinha estreado no teatro, mas foi o meu primeiro trabalho na televisão. Me deu uma outra dimensão sobre as coisas e uma oportunidade muito grande de dar continuidade à profissão”, conta.

O personagem Edu também é sobrinho de Alma (Marieta Severo), uma mulher superprotetora e possessiva, que faz de tudo para afastá-lo de Helena. Marieta exalta a capacidade de Manoel Carlos em se aprofundar nas relações humanas, mas afirma que o que mais tem guardado na memória sobre a época em que a novela foi ao ar, há 20 anos, são os momentos nos bastidores.

“Por mais que eu me lembre da história da novela e dos momentos de gravação, o que eu mais me lembro é do clima entre a gente, que era muito bom. Me lembro do Giane e da Juliana (Paes) começando, das nossas conversas. Continuo acompanhando o trabalho deles como uma mãe, com muito orgulho”, confessa a atriz.

Juliana Paes viveu na trama a jovem Ritinha, empregada de Alma e Danilo (Alexandre Borges), que se envolve com o patrão. Assim como Gianecchini, a atriz estreou na TV em Laços de Família e também guarda boas recordações da época.

“Eu me lembro que todas as vezes que tocava Samba de Verão eu me emocionava. A cada capítulo tinha um frisson e uma expectativa na minha família para saber se eu iria aparecer naquele dia. Agora, tanto tempo depois, poder escutar essa música com outra sensação, é muito bom. É muito gostoso ver como a vida vai conduzindo as coisas”, reflete.

Alexandre Borges conta que seu filho Miguel tinha acabado de nascer quando a novela estreou, o que faz com que ele só tenha memórias felizes da época. O ator comenta, ainda, a contemporaneidade da novela. “Acho que, mesmo com todas as mudanças que ocorreram no mundo nesses últimos 20 anos, com o avanço da tecnologia, Laços de Família continua sendo atual porque o Maneco lida com o interior do ser humano, com suas paixões, e isso não tem tecnologia que mude”.

Zé Victor Castiel, que interpretou o segurança Viriato, complementa as palavras de Alexandre: “A novela, naquela época, já discutia temas fortes como o do meu personagem, que era a impotência sexual. São discussões que continuam absolutamente necessárias”, afirma.

Já Soraya Ravenle, que foi Yvete, esposa de Viriato e melhor amiga de Helena, conta que até hoje a maior parte do público ainda a relaciona com a personagem de Laços de Família. “Acredito que isso se deve à condução da história do casal. Ela poderia ter abandonado o marido ou ter colocado ele contra a parede, mas não: foi compreensiva e o apoiou o tempo todo”, analisa.

De volta a partir do dia 07 de setembro, Laços de Família é escrita por Manoel Carlos, com direção geral e de núcleo de Ricardo Waddington. Entre os dias 07 e 11, a novela divide a faixa com as emoções finais de Êta Mundo Bom!, nesta ordem de exibição. A partir do dia 14 de setembro, a novela passa a ocupar todo o horário e estreia também no Globoplay, como parte do projeto de resgate de novelas clássicas da plataforma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais